Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

"CLIMA QUENTE": Faip encaminha portarias com "repreensão" a alunos e aponta riscos de mais expulsões


Após a expulsão de dois alunos do curso de Biomedicina, que provocaram revolta e registros de Boletins de Ocorrência na Polícia Civil, o clima na Faculdade do Interior Paulista (Faip), em Marília, continua quente.

Isso porque a diretoria acadêmica da instituição encaminhou nesta segunda-feira (11), a alguns alunos, via whatsapp, comunicados de portarias com normas do Regimento Escolar do Corpo Discente da Faip e aplicação de penalidades de "repreensão" por "ofensas e agressões verbais por meio de mídias sociais, injúria a membros da comunidade acadêmica e referências descorteses, desairosas e desabonadoras a dirigentes, professores e servidores da faculdade".

As portarias mencionam a "repreensão" e infomam que em caso de reincidência será utilizado outro artigo do Regimento Interno, "considerada gravidade de grau elevado", que resulta na expulsão do aluno infrator. Alunos notificados consideraram "injustas" as penalidades.

OUTRO LADO

O JORNAL DO POVO manteve contato telefônico com membro da administração da Faculdade na manhã desta terça-feira, questionando sobre as referidas portarias. Ele disse que não poderia se manifestar sobre o assunto e afirmou que "o conselho da Faculdade estará reunido à tarde e poderá eventualmente se posicionar". Não citou nenhum nome integrante do conselho. O espaço segue aberto para manifestações da Faculdade.

Cópia de uma das Portarias enviadas para alunos "infratores" nesta segunda-feira











216 visualizações0 comentário