Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Comemoração de 1 ano do Centro de Reabilitação Infantil Especializado da Unimed Marília


No mês em que o espaço completa 1 ano, a Unimed Marília mostrará um pouco do é que desenvolvido lá dentro, à quem os atendimentos são direcionados, assim como, as informações importantes para os pacientes. Prontos para conhecer?

Hoje falaremos sobre a atuação da Fisioterapia no CRIE.

Na área da neuropediatria, ou fisioterapia neurofuncional pediátrica, os profissionais são responsáveis pelos pacientes que tiveram histórico de parto com complicações, prematuridade, crianças que apresentam fatores de risco para desenvolver algum problema neuropsicomotor, atrasos no desenvolvimento neuropsicomotor, com doenças ou lesões neurológicas por meio de técnicas que envolvem psicomotricidade, estimulação precoce e desenvolvimento neuro motor e a melhora na amplitude de movimento articular, equilíbrio, coordenação motora, propriocepção e força.

O Centro de Reabilitação Infantil Especializado conta com profissionais capacitadas e especializadas na área de neuropediatria, oferecendo os seguintes serviços: fisioterapia neurofuncional, estimulação precoce, intervenção precoce, bobath, pediasuit, therasuit, uso de recursos de gaiolas terapêuticas, treino locomotores em esteira com suspensão, colocação de bandagens elásticas funcionais, uso de suits e vestes proprioceptivas, prescrição de dispositivos auxiliares, prescrição de órteses, adaptações, entre outros.

A atuação ocorre de forma primária a terciaria, sendo primária um trabalho preventivo e terciária uma intervenção terapêutica sobre o quadro clínico do paciente.

O atendimentos ocorrem com pacientes entre 0 e 14 anos de idade com os mais diversos diagnósticos: Síndrome de Down, Paralisia Cerebral, Síndrome de West, Síndrome de Rett, Síndromes Raras, Ataxias Espinocerebelares, Autismo, Distrofias Musculares, Mielomeningocele, Hidrocefalia se Microcefalias.

A Unimed Marília ressalta a importância dos tratamentos em fases iniciais quando é possível dar estímulos maiores à neuroplasticidade do cérebro das crianças, intervindo desde o início para que os progressos sejam maiores e mais rápidos, minimizando problemas posturais, encurtamentos, contraturas e deformidades.

Orientar as famílias e a rede de apoio dessas crianças, dar todo o suporte necessário para ensinar como usar os equipamentos e dispositivos auxiliares, como posicionar essa criança em casa, como transportá-la quando carregada no colo, como fazer recursos de baixo custo com materiais reciclados, incentivar as famílias à irem sempre em busca do melhor que todas as crianças podem alcançar e fazer parte da evolução de todos eles, trabalhando sempre em conjunto com a família e com a equipe multidisciplinar é o que proporciona grandes resultados.



16 visualizações0 comentário