Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

COPA PAULISTA: MAC faz primeira partida das semifinais hoje, contra a Portuguesa, em São Paulo


Portuguesa de Desportos e Marília Atlético Clube fazem a partir das 15h deste sábado (24), a primeira partida das semifinais da Copa Paulista, no Estádio Canindé, em São Paulo. O MAC joga por dois resultados iguais para avançar às finais da competição.

O time treinou nesta sexta-feira (23) no Centro de Treinamento do Palmeiras, na Barra Funda, Zona Oeste da capital. O clima em torno do Tigrão é de pleno otimismo, já que o time é o único invicto na competição, com sete vitórias e três empates. O MAC jogará as semifinais com a vantagem de dois empates.

O fato da Federação Paulista de Futebol ter marcado o jogo para as 15h do sábado também motivou a equipe. Isso porque o Marília tem um elenco jovem, enquanto a equipe da Lusa é formada por diversos veteranos (entre 29 e 35 anos). Com o forte calor predominante na capital, natural que os "portugueses" terão maior desgaste físico.

O técnico maqueano Guilherme Alves terá o time praticamente completo para o duelo contra a Lusa. Apenas o volante Anderson Brito, entregue ao departamento médico, deverá ficar fora.

A provável escalação: Passarelli; Glauco, Victor Souza e Marlon Lopes; Dênis, Matheus Silva, Gabriel Rapchan (Albert) e Heitor; Murilo, Madalena e Bosco.

PORTUGUESA AFINADA É PROPOSTA DE SÉRGIO SOARES

O técnico Sérgio Soares quer a Portuguesa afinada para o jogo de hoje. O treinador reconhece que a equipe volta a viver um momento importante dentro da temporada e só a uniformidade leva a Lusa ao seu primeiro objetivo: tirar a vantagem dos dois resultados iguais que o time do interior conquistou.

“Vamos trabalhar forte e aproveitar a atmosfera favorável de jogar em casa para tomar a vantagem, que é o objetivo número um para este primeiro jogo. Voltamos a viver momentos de decisões, de mata-mata e essa afinação vamos conseguir com o grau de concentração elevado, desenvolver dentro de campo bem técnica e taticamente e saber viver este momento. Tudo isso convergente pode fazer a diferença”.

A primeira medida foi tomada durante a semana, quando mais uma vez o elenco se recolheu no interior para focar apenas no Marília, sem nenhum tipo de ‘contaminação’ no pensamento. “Mais uma vez ficamos reclusos para ter foco, descanso, boa alimentação e vivenciar 25h por dia nosso adversário”.

E é esse Marília que Sérgio Soares estudou a semana toda e viu um time de velocidade, que chega à fase ofensiva com pelo menos cinco homens e é diferente do que a Portuguesa encarou até agora na competição.

“O Guilherme (treinador do Marília) trabalha com três zagueiros. No nosso grupo não pegamos nenhum time que jogasse assim, mas com uma linha de três sim, o que não muda tanto. É um adversário forte, mais uma vez o de melhor campanha até aqui e que tem mostrado a sua força. Tenho certeza que teremos dois grandes jogos e nós vamos procurar fazer sempre o nosso jogo”.





43 visualizações0 comentário