Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Coronel PM que matou funcionário de motel segue foragido. Polícia Civil investiga o caso


Será sepultado hoje o ajudante geral Daniel Ricardo da Silva, de 37 anos, que trabalhava no Motel Fênix, às margens da SP-294 (defronte a Penitenciária), em Marília, onde foi assassinado por volta das 8h deste domingo.

O autor do crime foi o dono do Motel, coronel reformado da PM, Dalbhian Braga Barbosa, de 44 anos. A motivação do crime segue sendo investigada. Daniel Ricardo, ex-detento que cumpriu pena no regime fechado, morava em um quarto desocupado do motel há cerca de um ano.

Ele foi atingido por três disparos de pistola .40. Imagens do estabelecimento, as quais não foram divulgadas, foram recolhidas pela Polícia Civil e mostram o funcionário tentando fugir dos disparos por um corredor, até que em frente o quarto 23 foi alvejado e morreu.

Após o crime o coronel, que é casado com uma policial militar e mora numa propriedade rural nas proximidades do motel, fugiu. Um celular usado pela vítima foi entregue à Polícia pelo filho do coronel. Ele deve se apresentar após o período do flagrante delito.





272 visualizações0 comentário