Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Curso Técnico em Enfermagem da Unimar arrecada mais de 100 bolsas de sangue em campanha


O curso Técnico em Enfermagem da Universidade de Marília (Unimar) realizou a campanha “Doar sangue é compartilhar vida”, com o objetivo de desenvolver o lado humanístico dos acadêmicos do 4º termo, incentivando para a doação voluntária e para ajudar o Hemocentro de Marília. A campanha foi um sucesso e 110 bolsas de sangue arrecadadas e, também, 20 cadastros de doadores de medula óssea.

De acordo com o coordenador do curso, Luiz Fernando Fregatto, a ação foi pensada para o desenvolvimento do lado humanístico do acadêmico. “Pensamos em realizar uma ação social voltada a área de saúde, então, lançamos o desafio da doação de sangue. Como estamos no cenário da prática e percebemos no dia a dia dos hospitais, centros cirúrgicos e UTIs, a necessidade de ter reserva de sangue, lançamos o desafio para levar conscientização aos alunos e a proposta foi muito aceita por todos”, explica.

A campanha “Doar sangue é compartilhar vida” além de mobilizar os acadêmicos, contribuiu com o desenvolvimento pessoal dos futuros técnicos em enfermagem. As doações foram realizadas aos sábados, durante o mês de outubro, em que os acadêmicos foram em grupos ao Hemocentro.

“O nosso papel de formação, vai além da formação técnica assistencial e sim formação de princípios e conduta de vida, em ajudar e amar o próximo, porque esta é a essência da enfermagem, que em seu conceito é a arte de cuidar. Por isso, nós geramos esta questão de uma campanha de doação de sangue e, assim, os futuros técnicos em enfermagem puderam contribuir, de fato, com o cuidado ao próximo”, ressalta o coordenador.

A acadêmica Michele Rangel dos Santos Peres, participou da ação e conta como se sentiu feliz por fazer o bem. “Participar da doação de sangue, para mim, foi muito importante, por saber que a minha doação ajudou a salvar vidas. No dia que doei, estava com medo, receosa, mas chegando ao Hemocentro foi tudo diferente. A equipe me atendeu muito bem e a doação foi super tranquila, agora, incentivo todas as pessoas a doarem”, celebra.

No total, 110 bolsas de sangue foram arrecadadas e 20 cadastros realizados para possíveis doadores de medula óssea. Além disso, alunos que não doaram sangue por motivos considerados impeditivos no ato da triagem, indicaram um amigo ou familiar para irem no lugar. “No geral, a campanha foi considerada de grande êxito, considerando, tanto a questão do sangue como a medula óssea, problemas críticos do atual contexto de saúde no âmbito regional e nacional”, finaliza o coordenador.

29 visualizações0 comentário