top of page
Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Dermatologista da Unimed Marília alerta que cuidados com a pele devem ser redobrados no verão


Cuidados com a pele devem ser redobrados no verão Dermatologista da Unimed Marília, Dra. Gisela Iara Bueno Magalhães, responde as principais dúvidas sobre fotoproteção. Segundo o Instituto Nacional de Câncer, o Câncer de pele é mais frequente no Brasil. Os cuidados com a pele são necessários o ano todo, mas no verão devem ser redobrados. Na luta contra o câncer de pele, o protetor solar é um produto fundamental. A Unimed Marília convidou a dermatologista Dra. Gisela Iara Bueno Magalhães para responder às principais dúvidas.

1- Qual a importância do dermatologista para a saúde? Quando se deve procurar?

O Dermatologista é o especialista que estuda a pele e seus anexos(cabelos e unhas). Quando temos dúvidas ou alterações nessas estruturas, é a quem recorremos para esclarecimento, cura, alívio, prevenção e cuidados adequados.

A pele é o maior órgão do corpo humano e tem como principal função fazer a interface do organismo com o ambiente externo, e por isso, é exatamente ela quem mais sofre com os efeitos ambientais. " A função do médico é curar. Quando ele não pode curar, precisa aliviar. E quando não pode curar nem aliviar, precisa confortar. O médico precisa ser especialista em gente" (Adib Jatene).

2- O que é fotoproteção? A Fotoproteção é o conjunto de medidas direcionadas a reduzir a exposição ao sol e prevenir o desenvolvimento do dano actínico(solar) agudo e crônico, como:

- Educação em Fotoproteção,

- Proteção através de coberturas e vidros,

- Proteção através do uso de roupas e acessórios,

- Fotoprotetores tópicos,

- Fotoprotetores orais

3- O que a radiação solar pode causar? Os efeitos da radiação solar na pele são:

- Agudos: eritema/vermelhidão, queimaduras, bronzeamento/pigmentação, espessamento, síntese de vitamina D:

- Crônicos: Fotoenvelhecimento

- Desencadear e/ou agravar doenças dermatológicas

4- O câncer de pele é o tipo de câncer mais frequente do Brasil, segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer). Quais as formas de prevenir?

Dados epidemiológicos mostram elevada incidência do Câncer da pele na população, o mais frequente (25%) de todos os tipos de câncer do corpo humano. Sendo que o Melanoma, o menos frequente, porém com maior letalidade, está relacionado com exposição solar aguda e intensa. Já o Câncer da pele não-melanoma está relacionado à exposição crônica e continuada. Formas de Fotoproteção:

Fotoproteção tópica: os filtros ultravioletas são substâncias ativas que atuam por mecanismos de reflexão, dispersão ou absorção da radiação que incide na pele.

Podem ser divididos em inorgânicos(ou físicos), que atuam refletindo a radiação e orgânicos (ou químicos), cuja ação é a absorção da radiação.

A maioria dos fotoprotetores do mercado combina essas formulações (inorgânicos + orgânicos).

Classificação dos Fotoprotetores: FPS/UVB 15= pele pouco sensível à queimadura de solar. Baixa proteção

FPS/UVB 30= pele moderadamente sensível à queimadura soltar. Média proteção

FPS/UVB 50= pele muito sensível à queimadura solar. Alta proteção

FPS/ UVB maior que 50= pele extremamente sensível à queimadura solar

Fotoproteção Oral: são denominados nutracêuticos ou nutricosméticos quando o uso isolado ou em combinação de diversos ativos capazes de minimizar os danos desencadeados pela radiação solar.

Atuam ao nível celular ou molecular após a exposição da radiação solar na pele, reduzindo os danos assim gerados.

Esses produtos não devem ser utilizados como garantia a exposição solar e não substituem os fotoprotetores tópicos e nem a proteção mecânica, pois não há evidências de que consigam impedir a penetração da radiação ultravioleta na pele.

Roupas: tecidos mais escuros, trama mais apertada, uso de fios sintéticos,

Chapéus: eficaz para o couro cabeludo, cabeça, porção superior do tórax, adequados os de aba circular e larga, produzidos com tecido mais espesso.

Óculos de Sol: a radiação ultravioleta pode produzir sequelas permanentes nos olhos como a catarata e a degeneração macular da retina, recomenda-se que promovam absorção acima de 99% do espectro UV.

Sombras: coberturas naturais (plantas, arvores) ou artificiais (guarda-sóis, barracas de tecido mais espesso e escuro)

Vidros: comum protege até 70% da radiação solar, proteção ampliada com introdução da laminação, aplicação de filmes plásticos ou coberturas metálicas.

Esses cuidados são importantes em todas as faixas etárias, raças e gênero. Felizmente os homens, antes resistentes à fotoproteção, atualmente mostram adesão satisfatória aos fotoprotetores tópicos com consistência fluida, cuja cosmética é bem tolerada por eles.

5- Um conselho para pessoas que não protegem a pele com fotoproteção?

O autoexame da pele é um hábito saudável a ser considerado!

Como fazê-lo???

Em frente ao espelho, observe todos as partes do seu corpo, incluindo a frente, as costas e os pés e observe:

- manchas que coçam, descamam e/ ou sangram,

- sinais ou pintas que mudam de tamanho e/ou de cor,

- feridas que não cicatrizam mesmo após cerca de 1 mês,

Notando qualquer alteração, procure um dermatologista.

45 visualizações0 comentário
bottom of page