top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

Detento flagrado com drogas na Penitenciária de Marília é condenado a 9 anos de reclusão


O detento Wesley José Pereira Sobrinho, acusado de portar 15 porções de maconha em uma cela no regime semiaberto da Penitenciária de Marília, foi condenado a 9 anos e 26 dias de reclusão por tráfico de drogas, no regime fechado. A decisão é da juíza Josiane Patrícia Cabrini Martins Machado, da 1ª Vara Criminal do Fórum de Marília e cabe recurso.

Conforme os autos, no dia 4 de junho de 2019, por volta das 15h, no alojamento F 12, Ala F, da Penitenciária de Marília, o acusado guardava, para entrega a consumo de terceiros, 15 porções de maconha, totalizando 20,49 g da droga.

Os agentes penitenciários Brenno de Melo Rodrigues e Leno Ricardo, esclareceram ao realizarem uma blitz de rotina no Alojamento "F", na Cela "F-12", localizaram 15 invólucros aparentando ser maconha, os quais estavam escondidos nos pertences do acusado, dentro de um frasco de desodorante, no bolso de uma bermuda.

Recordaram-se que Wesley assumiu a propriedade do entorpecente localizado. Em juízo, ambos ratificaram a versão apresentada na fase inquisitiva. Acrescentaram que, ao ser questionado, o réu confirmou que os pertences eram seus (bermuda e frasco de desodorante).

DEFESA

Na delegacia, o acusado declarou não serem verdadeiras as acusações. Informou que prestava serviços externos no setor de faxina e, ao retornar, foi tomar banho. Ao sair do chuveiro, já não havia mais reeducando no alojamento, sendo que somente alguns funcionários, com o frasco de desodorante contendo o suposto entorpecente, indicaram ser do réu.

Disse que, após esse ocorrido, foi encaminhado ao setor competente e avisado que, se colaborasse com eles (informando onde haveria mais drogas), seria liberado. Explicou que não sabia de nada. Diante da negativa, foi encaminhado ao setor de isolamento e, posteriormente, conduzido ao regime fechado.







70 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page