Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Direito Unimar: Acadêmicas conquistam 1º lugar em concursos de estágio em órgãos públicos


As acadêmicas do curso de Direito da Universidade de Marília (Unimar), Mayre Giovana Alves e Lídia Basoli, conquistaram a primeira colocação em concursos para estágio em dois órgãos públicos, na Procuradoria da Fazenda Nacional e Ministério Público Federal.

De acordo com a coordenadora do curso de Direito da Unimar, Profa. Dra. Francis Marília Pádua, a aprovação das alunas reflete a qualidade do ensino ofertado. “Os alunos contam com a capacitação desde o ingresso no curso, pois há preocupação com a qualificação dos alunos, de modo a prepará-los para o ingresso em estágios, que é determinante para a futura atuação profissional, além de propiciar a vivência prática dos ensinamentos em sala de aula”, conta.

A prova na Procuradoria da Fazenda Nacional contou com mais de 100 candidatos, alunos de Instituições de toda a região, com a realização do processo seletivo nas cidades de Marília, Assis e Ourinhos. A acadêmica do 4º ano do curso, Mayre Giovana Alves, foi aprovada em 1º lugar.

Segundo a acadêmica, Mayre, com a Unimar, ela está preparada para viver esta experiência. “De início, já tive contato com a prática real da advocacia nas aulas e tenho me identificado cada vez mais com a profissão. Acredito que, com todo conhecimento que irei adquirir, será possível direcionar minha carreira para meu nicho mais específico, fortalecendo até mesmo meu vínculo com a pesquisa para futuras pós-graduações, mestrado e doutorado, se assim decidir. O processo de aprendizagem será ainda mais enriquecedor em conjunto com a parte teórica que a graduação me proporciona, principalmente por estar em um período do curso que nossa base já está fortalecida”, destaca.

A acadêmica Lídia Basoli, do 3º ano do curso de Direito, conquistou o 1ª lugar do estágio no Ministério Público Federal, que terá início em agosto. Ela conta que mesmo conseguindo responder com facilidade, ficou surpresa com o resultado. “A prova do MPF envolve matérias de direito penal, processo penal, civil, constitucional e para fazer a prova escrita, é passado um tema de cada área. Ao fazer a prova, me lembrava das aulas, o que foi muito engraçado, porque eu ouvia as falas dos professores. Foi uma grata surpresa ter conseguido o estágio. Tenho certeza que fará muita diferença na minha vida o que vou aprender nos próximos dois anos”, conta.

Lídia também foi uma das 25 acadêmicas brasileiras a ser escolhida para participar do Intercâmbio Por Dentro do Supremo. “Uma experiência incrível e enriquecedora. Conheci muitos servidores do Supremo, como funciona a ação da Corte, seus gabinetes e a própria história do Supremo Tribunal Federal (STF), desde a Casa de Suplicação até os dias atuais. Conhecemos a biblioteca, os bastidores de um julgamento, como é o Plenário e o Plenário Virtual e a importância do STF no Brasil desde sempre e principalmente no cenário atual. Foi transformador e eu só tenho a agradecer a oportunidade que tive”, complementa.

22 visualizações0 comentário