Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

DISE fecha o cerco na Zona Sul e prende traficante e olheiro nos predinhos da CDHU


O eficiente trabalho da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE), de Marília, não para! Policiais da especializada conseguiram determinar a existência de um ponto de venda de drogas, localizado nos predinhos da CDHU, na Zona Sul. Nesta quarta-feira (27), após observações veladas, os agentes conseguiram determinar que na entrada da parte de baixo, para acesso ao CDHU, onde situa-se o bloco 07, estava um homem de 38 anos, já conhecido nos meios policiais por envolvimento com o tráfico de drogas e associação ao tráfico, o qual estava monitorando toda a área, fazendo uso de um rádio comunicador, para alertar a eventual entrada da polícia.

Também conseguiram determinar que no ponto de venda de drogas, do bloco I1, estava um rapaz de18 anos, o qual estava em poder de uma pochete e também de um rádio comunicador.

Sendo assim, efetuaram a incursão e, de início foram até o ponto de venda de drogas (bloco I1), onde realizando um rápido cerco, conseguiram o referido rapaz (que não teve a identidade revelada).

Em poder dele foi apreendida a mencionada pochete recheada de drogas, sendo 36 pinos de cor verde com cocaína, 86 porções de maconha, de tamanhos e formatos diferentes, envoltas em plástico transparente, sendo que grande parte delas com adesivo da letra G, bem como, uma folha de papel com anotações típicas de contabilidade de tráfico de drogas e R$ 117,00.

Na residência dele também foram localizados mais três pinos de cor escura com crack, bem como anotações em folhas de papel branco, com indicativo de se tratar de contabilidade de tráfico de drogas, inclusive com a menção de “pagamento ao campana” (pessoa que vigia o ponto de venda de drogas, para monitorar a aproximação de policiais) e também o referido rádio comunicador da marca BAOFENG, modelo BF-T3, com pilhas.

Outra equipe tentou efetuar a abordagem e prisão do homem de 38 anos, no ponto onde tinha sido visto anteriormente, entretanto, ao perceber a aproximação da viatura, saiu em fuga, jogando o celular e o rádio comunicador.

Entretanto foi seguido, alcançado e detido, cujos objetos jogados por ele foram recuperados e apreendidos, sendo o rádio idêntico e da mesma marca daquele que estava com o rapaz já capturado.

Ao ser indagado, ele disse que “era o campana”, sendo que em seu poder não foi encontrado entorpecente nem dinheiro. Diante de tais provas, estando determinada a autoria e materialidade das práticas dos crimes de tráfico de drogas/associação ao tráfico, tipificados nos artigos 33 e 35 da Lei 11343/06, os indiciados receberam voz de prisão e foram conduzidos à CPJ, autuados em flagrante e presos.




101 visualizações0 comentário