top of page
Buscar
  • Por Adilson de Lucca

Disparam os furtos de fiações elétricas em imóveis em Marília, com prejuízos e transtornos


Dispararam em Marília as ações criminosas de furtos de fiações elétricas em residências e comércios. No último mês foi uma série de ataques de larápios, arrebentando e furtando fiações e deixando um rastro de prejuízos materiais e transtornos com a falta de energia elétrica nos imóveis atacados.

Dias atrás, vários imóveis localizados na Rua 24 de Dezembro (entre as Ruas Benjamin Pereira de Souza e Manoel de Oliveira) foram atacados e ficaram sem fiações e sem energia.

Esta semana, até igreja teve fiação elétrica furtada. Não escapa ninguém da bandidagem que vende esses materiais furtados para malandros receptadores e consomem o que recebem em drogas.

Nas mais recentes ocorrências policiais desta natureza, uma casa localizada na Rua Prudente de Moraes, Bairro Alto Cafezal, na Zona Oeste, o meliante Marcos Antonio da Silva, de 34 anos, foi preso em flagrante pela Polícia Militar na madrugada desta sexta-feira (20), após furtar fiações elétricas do referido imóvel (geminado).

O dono da casa, que mora em um dos imóveis, relatou que percebeu a queda de energia elétrica por volta das 3h e ouviu um barulho na casa ao lado, de onde observou sair um elemento de cor parda, com roupas camufladas.

Os policiais militares fizeram rondas pela região e avistaram o ladrão caminhando com uma mochila contendo vários metros de fios, martelo, alicate, chave de teste de energia, uma torneira, um cadeado e um aparelho celular. O elemento confessou o furto na residência da Rua Prudente de Moraes. Foi conduzido à CPJ, autuado em flagrante preso.

Outro furto ligado à energia elétrica ocorreu na Emei Roda Pião, na Rua Ribeirão Preto, Vila Palmital, Zona Norte, de onde foi furtado um disjuntor de energia da quadra. Dias atrás, foram furtadas 12 torneiras de metal da mesma escola, que possui câmeras de segurança.

Larápios também furtaram um hidrômetro de uma residência localizada na Rua José Rodrigues Pinar, no Jardim Nacional, na Zona Sul de Marília. O proprietário percebeu o furto ao chegar do trabalho e havia água jorrando.
















82 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page