top of page
Buscar
  • Por Adilson de Lucca

Disputa pelo controle do Hospital das Clínicas marca o primeiro round entre Dani Alonso e Vinícius

Atualizado: 30 de mar. de 2023


A disputa pelo "controle" do comando do Hospital das Clínicas de Marília (Complexo H.C/Famema), marca o primeiro embate direto entre a deputada estadual Dani Alonso (primeiro mandato - PL) e o deputado estadual Vinícius Camarinha (quinto mandato - PSDB).

Público e notório que a superintendente do Complexo, dra. Paloma Libanio, sempre foi diretamente ligada aos Camarinhas, até porque foi nomeada para o cargo pelo então governador do Estado, Geraldo Alckmin, a pedido do prefeito Vinícius, em 2016. Antes disso também havia esse relacionamento.

O deputado sempre teve livre trânsito no Hospital das Clínicas, onde rotineiramente faz fotos e vídeos com a dra. Paloma sobre suas liberações de verbas (emendas parlamentares) para o H.C. Trabalho que foi alavancado no ano passado com o início das obras do novo Hospital da Mulher e da Criança (anexo ao H.C). Trunfo que ajudou o deputado bater recorde de votos (mais de 123 mil) no mesmo ano. Óbvio que Vinícius não quer perder esse reduto.

Mas, como já se previa, eis que chega a deputada Dani Alonso (PL), marinheira de primeira viagem em termos de parlamento e já querendo mudar o rumo do barco no qual Vinícius navega, nas ondas do H.C. Agora, previsão de maré alta!

Ela quer o envio de lista tríplice ao governador Tarcísio de Freitas (PL) pelo presidente do Conselho Deliberativo do Complexo H.C/Famema, dr. Valdeir Fagundes de Queiroz, para escolha de um novo superintendente do órgão (veja os motivos alegados no vídeo abaixo). Além do cargo de superintendente, há uma avalanche de cargos comissionados na diretoria com salários na casa dos R$ 20 mil.

"Se Marília não tinha um deputado que representasse verdadeiramente a população de Marília, agora tem", disparou Dani no discurso de hoje no parlamento paulista.

A posição oficial de Dani Alonso sobre o H.C/Famema mostra que este é o primeiro round da disputa entre ela e Vinícius Camarinha. Se o povo, especialmente os usuários do Hospital das Clínicas de Marília (que atende outras 62 cidades da região) vai sair ganhando ou perdendo nesse rolo todo, só o tempo, dirá.

Nesse contexto inclui-se, também, as disputas entre os pais dos protagonistas em questão, Daniel Alonso e Abelardo Camarinha, nas disputas pela Prefeitura de Marília em 2016 (Vinícius perdeu) e em 2020 (Abelardo repetiu a dose). Os dois grupos já miram no mesmo alvo em 2024.

Aguardemos, portanto, os próximos capítulos.







395 visualizações0 comentário

Kommentare


bottom of page