Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Doria, o pior governador da história, desiste da candidatura a presidente e lasca planos de Garcia


Ninguém quer colar na tremenda rejeição de João Doria (PSDB), o pior governador da história de São Paulo. Ele sabe disso. Tanto, que sinalizou a desistência de concorrer à presidência da República esse ano (rabeira nas pesquisas) e quer ficar no governo do Estado.

Doria só trouxe mais pedágios e queboru o comércio de Marília com o nefasto "fecha tudo".

Essa decisão, que pode ser anunciada hoje, caiu como uma ducha de água fria no vice-governador Rodrigo Garcia (PSDB), que já está em campanha para sucessor o "calça apertada".

Aliados de Garcia também ficam irritados com a ameaça de Doria e pressionam para que ele renuncie ao cargo. O grupo que pressiona Doria quer que ele cumpra o acordo com Rodrigo Garcia, vice-governador e pré-candidato do PSDB ao governo de São Paulo. Garcia não aceita a decisão de Doria – comunicada a ele no fim da quarta-feira (31) – de não mais renunciar ao governo de São Paulo e desistir da disputa presidencial. Tucanos e integrantes de partidos que pretendiam compor a aliança para a candidatura de Garcia estão em romaria ao Palácio dos Bandeirantes para pressionar o governador a cumprir o acordo. Em relação à candidatura presidencial, a decisão é deixada por esses tucanos para o próprio Doria.

Doria se sente traído Vencedor das prévias do PSDB para escolher o pré-candidato do partido à presidência da República, João Doria se sente traído pelo partido. Isso porque um grupo dentro da legenda ainda tenta lançar o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, ao cargo. Para concorrer à presidência,

Doria precisa deixar o governo de São Paulo ainda nesta semana. Mas, temendo ser abandonado pelo partido após fazer isso, decidiu contra-atacar e sinalizar que vai permanecer no cargo de governador de São Paulo.




136 visualizações0 comentário