top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

Empresário apontado como mandante do assassinato de travesti na região se entrega à polícia


Um homem de 50 anos, apontado como mandante do homicídio da travesti José Antônio Pereira da Silva, de 45 anos, a "Mimi", ocorrido em abril deste ano, em Santa Cruz do Rio Pardo, se entregou à Polícia Civil de Ourinhos, acompanhado do advogado.

O polícia já havia emitido um mandado de prisão contra ele, que é empresário em Santa Cruz do Rio Pardo. No dia 1° de junho, a polícia prendeu outro homem que é suspeito de ter matado a vítima com cinco tiros. Outro suspeito, que pilotava a moto usada para cometer o crime, já tinha sido preso por tráfico de drogas. Durante a apuração, a Polícia descobriu uma movimentação financeira entre os investigados, que seria o dinheiro do pagamento pelo crime. Os oficiais aguardam a quebra de sigilo bancário e telefônico dos suspeitos, e pretende ouvir mais testemunhas pra concluir o caso.

O CASO

A vítima foi encontrada morta dentro do próprio carro, na Vila Gonzaga, na noite de 18 de abril. Ela foi alvejada nas costas por ao menos cinco disparos de arma de fogo. De acordo com a polícia, o homem preso em Hortolândia, de 32 anos, é acusado de efetuar os disparos. Ele foi capturado em um condomínio residencial na cidade.

Ele teria efetuado os disparos de cima de uma motocicleta, que era pilotada por outro homem, preso em junho. As investigações apontam que o assassinato foi encomendado mediante pagamento de recompensa.



322 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page