top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

Empresário Jean Garcia e esposa tiveram voo cancelado para a Turquia um dia antes do terremoto

Atualizado: 7 de fev. de 2023


O empresário Jean Patrick Garcia, CEO do Grupo Hadassa (holding com sede em Marília que administra 21 empresas) e a esposa dele, Cristiane Granemann, estavam na Ilha do Chipre e embarcariam para a Turquia, neste domingo (5).

Mas o voo deles cancelado poucas horas antes do terremoto de magnitude 7,8 que atingiu o país e o noroeste da Síria na manhã desta segunda-feira (6).

O casal estava em um hotel na Ilha de Chipre, se preparando para voar a Istambul, capital do país turco. A Ilha também foi atingida pelos abalos, mas Garcia e Cristiane estavam em áreas não afetadas. Ao chegar no aeroporto, receberam notícia de que o voo seria adiado, sob alegação de fatores meteorológicos desfavoráveis. “O voo foi cancelado sem especificar o terremoto. Foi um pouco antes da tragédia”, conta Jean Garcia, o Garcia do Povo.

Cristiane fotografada pelo marido na Ilha do Chipre

Mesmo diante do tremor que, segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), foi tão forte quanto o registrado no país em 1939, que vitimou mais de 30 mil pessoas, o empresário decidiu embarcar para Turquia nesta segunda-feira (6), na companhia da esposa. Ele foi à Turquia a trabalho. Quando chegou ao país, Jean enviou mensagens para amigos para tranquilizá-los e informar que ele e a esposa estão bem. “Do Chipre embarcamos para Turquia e agora estamos em Istambul, mas graças a Deus, estamos salvos e não fomos afetados pelo tremor”, relata Jean. No fim da tarde desta segunda-feira (6), Jean já estava indo embora do país e relatou o alívio de não ter presenciado o terremoto, mas também a tristeza pelo número de vítimas. “Sentimento de alívio, gratidão a Deus, mas também de solidariedade pelas pessoas feridas, desaparecidas, mortas e familiares. O clima de preocupação é muito grande”, conta.





137 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page