top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

Empresas de ônibus suspendem obrigação do uso de máscara da Covid, em Marília


As empresas de ônibus Grande Marília e Sorriso de Marília, que dividem o nocivo monopólio do transporte público aqui na cidade (cada uma faz uma região da cidade e cobram o mesmo valor de tarifas, apesar de itinerários diferentes), anunciaram que está suspensa a obrigatoriedade do uso de máscaras da Covid nos ônibus.

Isso porque, segundo as empresas, desde a última sexta-feira um novo decreto do governo do Estado de São Paulo está em vigor, suspendendo a obrigatoriedade do uso da máscara nos ônibus. Segundo o decreto n° 67.529 o uso da máscara, entretanto, passa a ser recomendado (mas não obrigado) aos idosos e sintomáticos.

A decisão está em consonância com a da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em desobrigar o uso do item em portos e aeroportos do país. O uso de máscara segue obrigatório nos serviços de saúde de todo o Estado, seja ele público, privado ou filantrópico.

A recomendação para o uso no transporte coletivo determinada pelo novo decreto seria apenas para as pessoas com mais de 65 anos de idade; com alguma imunodeficiência; com comorbidades; ou com sintomas respiratórios.

RELAXO

Desde o início da pandemia, em 2020, os ônibus das duas empresas circulam lotados e nos momentos de pico colocaram em risco de contágio milhares de pessoas. falta de álcool em gel disponível aos passageiros no Terminal Urbano e nos coletivos foi outro problema.

SEGUEM AS MÁSCARAS...DE PALHAÇOS

As máscaras de proteção facial contra a Covid não estão mais obrigatórias. Mas os usuários da Grande Marília e da Sorriso de Marília podem continuar usando máscara de palhaços, já que pagam altas tarifas (entre as mais caras do Estado) e sofrem com atrasos e falta de ônibus nas linhas, lotações e alterações de itinerários.

Tudo isso nas barbas da Emdurb, que tem a obrigação, mas não fiscaliza nada disso.





50 visualizações0 comentário
bottom of page