top of page
Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Espetáculo ‘Choros Allegros’ volta ao Teatro de Marília em evento gratuito no próximo dia 30


Idealizado e dirigido pela produtora cultural Caká de Cerqueira César, show conquistou o prêmio Sérgio Ricardo, da Lei Aldir Blanc


Música clássica, de alta qualidade, atemporal e universal, ao alcance de todos, ‘Choros Allegros’, espetáculo idealizado e dirigido pela produtora cultural Caká de Cerqueira César está de volta ao Teatro Municipal ‘Waldir Silveira Mello’, de Marília, em dois momentos. O primeiro, no próximo dia 29, consistirá na gravação do show lírico com a soprano Nathália Rey e o pianista e regente Leoni Pepe D’Adderio, sem a presença de público e apenas a equipe técnica. O segundo, no dia 30, será a exibição para a plateia na programação de reabertura do teatro ‘Waldir Silveira Mello’ desde o início da pandemia. Os protocolos sanitários serão seguidos à risca, com o público de máscara, distanciamento e ocupação parcial das cadeiras da plateia.

‘Choros Allegros’ conquistou o Prêmio Sérgio Ricardo de Projetos Culturais lançado pela Secretaria Municipal da Cultura de Marília com base na Lei Federal Aldir Blanc, de fomento à arte durante a pandemia. “A gravação do dia 29 será exibida para um grande número de pessoas a partir da plataforma digital do programa ‘Cultura em Casa’”, informou a diretora do espetáculo, Caká de Cerqueira César. No ano passado, o espetáculo venceu o edital Proac 2020 – Edital 11/2020, que lhe conferiu o direito de ser incluído na programação ‘Cultura em Casa 2020’, portanto, ‘Choros Allegros’ acumula duas relevantes premiações. A proposta de ‘Choros Allegros’ é levar números musicais com narrativas e causos bem humorados, contextualizando o universo dos compositores, composições e personagens de músicas clássicas e também de canções populares. Para criar o enredo e o contexto sonoro, a produtora Caká de Cerqueira César revelou que buscou inspiração na própria soprano Nathália Rey, com sua versatilidade e profundo talento. “Decidimos produzir um espetáculo de música clássica que fosse apresentado no formato de vaudeville, deixando a experiência das peças clássicas e de relevância histórica mais divertida e popular”, contextualizou a produtora. Por sua vez, a soprano Nathália Rey, conferiu dramaticidade cênica e conhecimento erudito sobre cada peça que interpreta. Sendo assim, ‘Choros Allegros’ concentra didática e entretenimento inteligente, empolgando a plateia a cada interpretação. A versão 2021 ganhou aperfeiçoamento para melhor assimilação do enredo por parte do público, conferida pelo assistente de direção Fernando Delábio.

O espetáculo estreou no Teatro Municipal de Marília em março de 2019 e retorna agora, graças ao bom desempenho do show no edital Prêmio Sérgio Ricardo. Aliás, Caká de Cerqueira César teve a oportunidade de conhecer o compositor e músico patrono do edital, que assim como Aldir Blanc, foi uma das perdas da cultura brasileira provocadas pelo novo coronavírus.

O repertório que será apresentado pela soprano Nathália Rey, acompanhada pelo pianista e regente Leoni Pepe D’Adderio (com ampla experiência musical, inclusive com exibições internacionais) vai de choros a árias, passando por óperas da Itália, França e peças clássicas dos Estados Unidos. O público faz uma verdadeira volta ao mundo ao som de Habanera, da ópera Carmen, de Bizet, La Boheme de Puccini, Porgy and Bess de Gershwin (Rhapsody in Blue considerada a obra prima do jazz sinfônico de Gershwin) e os compositores brasileiros Villa Lobos, Chiquinha Gonzaga e Zequinha de Abreu. A apresentação do próximo dia 30 de setembro, no ‘Waldir Silveira Mello’, será totalmente gratuita e os ingressos serão retirados uma hora antes, do espetáculo na bilheteria do Teatro Municipal de Marília. O show começa às 20 horas.



Ficha Técnica


Choros Allegros -

Do drama à comédia, grandes clássicos e seus causos


Elenco: Nathália Rey, apresentação e soprano

Leoni Pepe D’adderio, piano

Luz e som: Check-up Som

Produção: La Musetta - Arte ao mundo

Assistente de produção: José Vinagre

Make e Cabelo: Espaço Leandro Gustavo

Identidade visual e Marketing: Mustache Marketing

Assessoria de Imprensa: Ramon Barbosa Franco

Filmagem: Santis Comunicação e Marketing

Edição de Vídeo: Brothers Films

Contabilidade: Absoluto Escritório de Contabilidade

Consultoria jurídica: Dra Larissa Toríbio

Assistente de Direção: Fernando Delábio

Direção: Caká de Cerqueira César



Repertório


‘Raphsody in blue’ - Gershwin – ( 1945)

‘Summertime’ – Gershwin - Ópera Porgy and Bess (1935)

‘The easy winners’ – Scott Joplin (1897)

‘Odeon’, de Ernesto Nazaré (1912)

‘Tico-tico no fubá’ – Zequinha de Abreu (1917)

‘Oh, abre alas!’ – Chiquinha Gonzaga (1910)

‘O corta-jaca’ – Chiquinha Gonzaga (1910)

‘O trenzinho do caipira’ – Villa Lobos (1922)

‘Toccata e fuga’ – Bach – (1707)

‘Mio babbino caro’ – Puccini (1896)

‘Quando m’en vo soletta’ – Puccini – Ópera La Boheme (1896)

‘5° Sinfonia – Beethoven (1808)’

‘Habanera – Ópera Carmen – Bizet (1875)’

‘Largo al factotum’ – Ópera O Barbeiro de Sevilha (1816)


Serviço


Exibição no dia 30 de setembro, às 20 horas

Teatro Municipal de Marília ‘Waldir Silveira Mello’

Avenida Rio Branco, sem número, centro de Marília

Entrada franca

[Retirar ingressos na bilheteria uma hora antes do espetáculo]




15 visualizações0 comentário
bottom of page