Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Família procura por homem desaparecido na Zona Norte de Marília. Mãe recebeu informação de execução


Uma família desesperada. Esse é o resumo do depoimento de Maria Regina de Souza, mãe de Sérgio Fernando de Souza, de 34 anos, que está desaparecido desde o último domingo (18). Sérgio é dependente químico e deixou o sistema penitenciário há cerca de um ano.

"Recebemos a informação que ele tinha levado duas facadas e dois tiros e jogado em um buracão na Rua Américo Capelozza", disse Maria Regina ao repórter Alcir Neto, da Rádio Clube de Marília.

"Os Bombeiros foram no local só no primeiro dia do registro do desaparecimento, mas não encontraram nada. Queriam saber o lugar onde mais ou menos foi jogado o corpo. Disseram que não fazem investigação e que só iriam lá para retirar o corpo", disse Maria Regina.

Ela disse que têm várias pessoas ajudando, mas o desespero pela falta de uma resposta é grande. "O pessoal do Sicoe (grupo voluntário de resgate) disse que se não estiver chovendo eles vão ajudar nas buscas, hoje. A gente ouve várias conversas, começa a ouvir coisas que nunca ouviu na vida, então não sei nem o que falar", afirmou Maria Regina.

O pai do homem desaparecido, que também se chama Sérgio, registrou um Boletim de Ocorrência na Central de Polícia Judiciária (CPJ), no domingo, relatando que a família recebeu a informação que Sérgio havia ido a um local de vendas de drogas, onde teria apanhado e levado várias facadas e dois tiros, tendo o corpo sido jogado em um buracão do Jardim Primavera.

Relatou que o filho andava desorientado pelo uso descontrolado de drogas e álcool. Com outro filho, ele fez buscas pelo buracão, mas não encontrou nenhum vestígio.






302 visualizações0 comentário