Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Fretadores se manifestam em Marília contra perseguições da Artesp


Descontentes com o que classificam como "perseguição", um grupo de fretadores aproveitou a agenda do vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, e do diretor-geral da Artesp, Milson Persoli, nesta sexta-feira (25) para chamar a atenção para as perseguições sofridas pela Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp).

Os operadores do setor aponta que empresas que realizam viagens por fretamento estão ameaçadas de cassação. Alertam que caso isso ocorra, o prejuízo seria de mais de três mil empregos de trabalhadores com carteira assinada perdidos.

“A liberdade de escolha por um serviço de transporte seguro e mais barato está sob forte ameaça. Em janeiro, essas empresas, somadas, transportaram mais de 134 mil passageiros. Quem paga não é só o fretador, mas sim, a população” explicou o presidente da Associação Brasileira dos Fretadores Colaborativos (Abrafrec), Marcelo Nunes.




89 visualizações0 comentário