Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Harmonia e diálogo com o Executivo fortaleceu a Câmara de Marília sob a gestão de Marcos Rezende


Oficialmente, não há nenhum candidato à presidência da Câmara de Marília para o biênio 2021-2022. Mas, nos bastidores seguem as articulações nesse sentido. Reza a lenda que o Poder Executivo não terá nenhuma interferência nessa questão. Utopia. É forte a movimentação em defesa da reeleição do atual presidente do Legislativo, Marcos Rezende (PSD), com busca de engajamentos de vereadores eleitos e reeleitos, empresários e parceiros da Prefeitura.

Tudo no sentido de se preservar a harmonia, diálogo e bom relacionamento entre os dois poderes. Rezende conduziu a Câmara no atual biênio justamente deste forma, fortalecendo o Legislativo e mantendo a independência em relação ao Executivo.

"Pra mim foi uma imensa honra poder nesses dois anos representar o Poder Legislativo, os colegas vereadores e contribuir para que o Legislativo pudesse ser cada vez mais protagonista no desenvolvimento de Marília, atuando em harmonia com os demais poderes constituídos, entidades representativas da sociedade e a comunidade como um todo. Os principais resultados dessa conduta foram importantes conquistas para nossa cidade, como a conclusão das obras de tratamento do esgoto, que dão sustentabilidade ao desenvolvimento de nossa cidade e o avanço do projeto do Parque Tecnológico em Marília, que colocam Marília como referência nacional nesses campos de atuação", disse Rezende ao JP.


O prefeito Daniel Alonso e secretários debatendo projetos com vereadores na presidência da Câmara.

Harmonia e diálogo construtivo em benefício da cidade

Ele lembrou que por diversas vezes o prefeito Daniel Alonso e secretários estiveram pessoalmente na Câmara apresentando, discutindo e buscando aperfeiçoamento de projetos com os vereadores. "Isso comprova o bom entrosamento, o diálogo construtivo e principalmente boas conquistas para a cidade, que é o principal objetivo", ressaltou.

O atual presidente lembrou de gestões passadas, onde a desarmonia entre a Câmara e a Prefeitura, por picuinhas políticas e interesses pessoais acabaram tumultuando o legítimo papel do Legislativo, comprometendo projetos, atrasando e até barrando o desenvolvimento de Marília.

"Nesse mandato, evitamos esse tipo de situação. Com a defesa austera e inalienável do Poder Legislativo, fortalecemos com o apoio de todos os vereadores o diálogo com o Executivo. Um ambiente de paz e harmonia respaldado pelo trabalho sério que foi aprovado pela população, que manifestou sua respostas nas urnas nas eleições de novembro reelegendo o prefeito Daniel Alonso, elegendo o vereador Cícero do Ceasa como vice-prefeito e reelegendo 60% dos atuais vereadores que estiveram no pleito. Outros obtiveram excelentes votações e só não foram reeleitos por detalhes partidários", disse Rezende.

ESTRUTURA MODELO DA CÂMARA

Sobre a estrutura da Câmara de Marília, o atual presidente lembrou que em sua gestão houve diversos avanços, como reestruturação e modernização da TV Câmara, como novo formato de programação mais interativo com o público, aperfeiçoamento profissional da equipe da emissora, valorização das pautas com os vereadores e transmissões ao vivo com o sistema mochilink, além da ampliação da participação da comunidade na programação.

O plenário da Câmara também foi reformatado tecnologicamente, permitindo a participação efetiva dos vereadores durante o período de pandemia do coronavírus, este ano. A criação das sessões remotas não interrompeu os trabalhos do Legislativo. "Inclusive, cancelamos em comum acordo com os vereadores o recesso de julho, de forma que projetos e pautas emergenciais da Prefeitura, relacionados à pandemia, como suplementações de verbas e outras medidas, pudessem ser votados", observou Rezende.

Com as devidas normas de proteção e prevenção ao coronavírus, a Câmara de Marília também manteve as portas abertas para atendimento à comunidade. Os gabinetes dos vereadores permaneceram abertos durante todo o ano, para atendimento à população. Os setores de Administração, Finanças, Recursos Humanos e Licitações do Legislativo, também foram reestruturados, com servidores do setor passando por cursos de reciclagem e aperfeiçoamento. A Câmara de Marília, enxuta e efetiva, com o trabalho também de vários ex-presidentes, tornou-se referência para o Brasil.

"Em minha gestão como presidente da Casa tive erros e acertos, como todo ser humano, mas sempre a humildade para reconhecer, nos desculparmos e crescermos com eles e a consciência do dever cumprido. Com a honra pela confiança a mim creditada, digo o meu muito obrigado a todos".


Marcos Rezende com o prefeito Daniel Alonso: integral apoio também ao MAC, que conquistou um grande acesso

e está a um passo das finais da Copa São Paulo

DEVOLUÇÃO DE REPASSES À PREFEITURA E INVESTIMENTOS

Na gestão de Marcos Rezende como presidente da Câmara, além de todos os investimentos na modernização do Legislativo, houve austeridade e economia de recursos. No ano passado, por exemplo, foram devolvidos cerca de R$ 3,2 milhões do duodécimo (repasse anual definido por lei da Prefeitura para a Câmara) para o Executivo.

Atendendo pedidos dos vereadores, parte do dinheiro foi investido pelo prefeito Daniel Alonso na compra de aparelhos desfibriladores (usados em casos de emergência cardíaca) para todas as Unidades de Saúde de Marília. Este ano, até a semana passada, haviam sido devolvidos aproximadamente R$ 2 milhões e com o fechamento do balanço contábil, este mês, os valores devem alcançar cerca de R$ 3 milhões.

"Já estamos há algum tempo discutindo com a Prefeitura a possibilidade de investimento desses recursos na instalação de uma usina de compactação para transformação de Resíduos da Construção Civil e Demolição em agregado reciclado. junto ao Aterro Sanitário (as margens da Vicinal de Avencas). Inclusive, com definição da área para instalação. Esta é uma proposta que vem sendo discutida e aperfeiçoada entre a Câmara e a Prefeitura, com a participação de secretarias como Fazenda, Planejamento Econômico e Serviços Urbanos e Limpeza Pública, entre outras", explicou Rezende.

123 visualizações0 comentário