top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

Hipertensão Arterial: cardiologista da Unimed Marília alerta sobre os riscos e dá dicas de prevenção


Cardiologista da Unimed Marília, Dra. Patrícia Arantes Rosa responde às perguntas frequentes

No mês de abril acontece o Dia Nacional de Prevenção e combate à hipertensão, uma doença silenciosa que afeta pessoas em todo mundo. Para compartilhar conhecimentos sobre esse tema importante, convidamos a Dra. Patrícia Arantes Rosa, cardiologista da Unimed Marília.

1-O que é hipertensão? A hipertensão arterial ou pressão alta é uma doença crônica caracterizada pelos níveis elevados da pressão sanguínea nas artérias. O diagnóstico é realizado quando os valores aferidos da pressão arterial são iguais ou ultrapassam os 140/90 mmHg (ou 14 por 9) na medida realizada em consultório.

A alteração pode ocorrer tanto isoladamente na pressão arterial sistólica (popularmente conhecida como pressão “máxima”) como na pressão arterial diastólica (popularmente conhecida como pressão “mínima”) ou em ambas simultaneamente.

2-O que causa a hipertensão? A hipertensão é uma doença multifatorial causada pela associação de fatores genéticos (predisposição genética) somada a fatores comportamentais (sedentarismo, obesidade, dieta rica em sódio, stress emocional intenso, tabagismo, consumo excessivo de álcool, má qualidade do sono)

3- Quais são os principais fatores de risco associados à hipertensão arterial? A hipertensão arterial por provocar lesão na parede das artérias é considerada um dos principais fatores de risco para a ocorrência de Infarto Agudo do Miocárdio, Acidente Vascular Cerebral Isquêmico e Hemorrágico (AVC), Aneurismas, Tromboses, Insuficiência renal crônica, Cegueira (provocada por lesão no vasos da retina) e Demência.

4- Como a hipertensão arterial pode ser diagnosticada? O diagnóstico é simples e pode ser realizado na consulta médica através da aferição da pressão arterial. Nos casos em que existe dúvida no diagnóstico o médico pode lançar mão de métodos complementares tais como a realização da MAPA (Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial) e\ ou da MRPA (Monitorização Residencial da Pressão Arterial).

5- Quais são os sintomas mais comuns? A hipertensão arterial é uma doença silenciosa, bem tolerada e assintomática na maior parte dos casos. Os sintomas podem ocorrer em situações em que a pressão sobe de forma abrupta e muito excessiva ou em fases muito avançadas da doença e incluem: dor de cabeça, turvação visual, dor no peito, falta de ar, náuseas, vômitos e palpitações.

6- Qual o é o tratamento para a hipertensão arterial? O tratamento da hipertensão é somatória de ações que envolvem mudança no estilo de vida (dieta adequada, prática de exercícios físicos, redução de peso, redução do stress, melhora da qualidade do sono) associadas muitas vezes ao início do tratamento medicamentoso.

7- Como prevenir (e tratar a hipertensão arterial)? Com a redução do consumo de sal, a diminuição do consumo de álcool, a manutenção do peso em níveis adequados, a prática regular de exercícios físicos, a redução do stress emocional, manter dieta rica em vegetais e frutas e reduzir o consumo de alimentos industrializados, evitar o tabagismo e ter uma boa qualidade de sono são maneiras eficazes de evitar e\ ou pelo menos de reduzir o risco do surgimento da hipertensão arterial.

Notando qualquer alteração, procure um cardiologista. Acesse: https://www.unimed.coop.br/site/web/marilia/guia-medico#/




53 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page