Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Início da greve dos caminhoneiros cria correria em postos de combustíveis em Marília


O início da nova greve dos caminhoneiros no final da tarde desta quarta-feira (8) provocou correria nos postos de combustíveis em Marília, com longas filas em praticamente todos os estabelecimentos.

Caminhoneiros do Movimento Nacional mesclam apoio ao presidente Jair Bolsonaro, protesto contras as constantes altas nos preços dos combustíveis e custos do setor e manifestação contra o Supremo Tribunal Federal (STF), por conta de prisões arbitrárias, incluindo o líder da categoria, Zé Trovão.

Um dos representantes do grupo, o caminhoneiro Wallison André Martins da Silva, afirmou que o grupo reivindica a renúncia dos ministros do Supremo Tribunal Federal e a aprovação do voto impresso pelo Senado, pautas das manifestações antidemocráticas de 7 de setembro, e a redução do valor do combustível na bomba. “Já está parado Cristalina (GO), Unaí (MG) e Paracatu (MG). O voto impresso e a renúncia dos ministros são o mais importante”, disse.

Caminhões interditaram parte da Rodovia SP-333 (saída para Lins) no início da noite de hoje e depois seguiram também para a BR-153.


NOTA ENTREVIAS

A Entrevias Concessionária de Rodovias informa que a SP-333 – Rodovia Dona Leonor Mendes de Barros, no quilômetro 323, nas proximidades do posto Gigantão Azul, em Marília, está com manifestação dos caminhoneiros.

O local está sinalizado para o motorista e as equipes operacionais contam com o apoio do policiamento rodoviário. Os caminhões estão neste momento no acostamento, a pista está liberada. A Entrevias tem interdito proibitório, ou seja, que impede que manifestações aconteçam na rodovia. Porém, o ideal é que os motoristas evitem o trecho. Mais informações a Entrevias mantém sua equipe à disposição no telefone 0800 3000 333.'




85 visualizações0 comentário