top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

INVESTIGAÇÃO DO MP: Predinhos da CDHU na Zona Sul passam por perícia em rachaduras


A pedido do Ministério Público Estadual, o Conjunto Habitacional Paulo Lúcio Nogueira, os predinhos da CDHU, na zona sul de Marília, passou por perícia nesta terça-feira (23). O conjunto possui 880 apartamentos, divididos em 44 torres com cinco andares cada. O objetivo da perícia é investigar eventuais falhas de projeto e de execução das obras, e indicar obras e medidas urgentes necessárias para a garantia da salubridade e segurança dos moradores. No local há diversos pontos de infiltração, rachaduras no concreto e buracos nas escadas que permitem ver outros andares. Uma vistoria da prefeitura apontou a urgência de providências no conjunto habitacional para evitar uma “catástrofe no local”, e um dos blocos chegou a ser interditado pela Defesa Civil pela precariedade. A perícia foi determinada em 2018, em decisão liminar da Vara da Fazenda Pública de Marília, em uma ação civil pública aberta naquele ano pelo Ministério Público e pela Defensoria Pública do Estado de São Paulo. No entanto, o serviço de perícia não havia sido feito até então por conta de um mal-entendido a respeito do pagamento de profissionais. Agora, a Justiça determinou que o Estado deve arcar com os valores. Inicialmente, o Corpo de Bombeiros também já havia feito uma vistoria no local a pedido da Promotoria, com a constatação de problemas na fiação elétrica, no sistema de alarme de incêndio ausente, depósito de gás, entre outras irregularidades. Antes do início do processo, a Prefeitura de Marília havia notificado a CDHU para que reparos fossem providenciados, mas o órgão estadual se recusou com a alegação de que não é sua responsabilidade. Nesta terça-feira, a prefeitura informou que está acompanhando o processo judicial e irá se manifestar após a conclusão do laudo pericial. Já a CDHU disse que aguarda a conclusão da perícia judicial no empreendimento para adotar medidas, caso necessário.




57 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page