top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

JANEIRO BRANCO - Grupo de trabalho faz mobilização pela saúde mental em Marília, na próxima semana



Marília vai ser palco, no próximo dia 30 (terça-feira) da Caminhada pela Vida – Saúde mental enquanto há tempo. O que te faz feliz? Evento vai ser realizado a partir das 8h, com saída da Avenida das Esmeraldas, 05 (em frente à Empresa de Mobilidade Urbana (Emdurb).

Atividade é uma das ações que estão sendo desenvolvidas pelo Grupo de Trabalho Saúde Mental em Pauta, que está trabalhando a questão durante o Janeiro Branco. A data foi instituída por meio de lei federal (nº 14.556 de 25 de abril de 2023) e municipal (nº 8.950, de 30 de março de 2023), sendo uma referência para discutir as questões relativas a esse segmento. Ambas as legislações têm o objetivo de discutir a relevância da saúde mental, o cuidado com as emoções e o bem-estar emocional.

A especialista em saúde mental Adriana Magali Dezotti Batista, destaca que a formação do coletivo começou a estruturar a Caminhada pela Vida após a sinalização do Poder Público de que não teria nenhum evento específico sobre o tema. “Nós acionamos os profissionais e representantes de diferentes órgãos ligados à saúde e de outras áreas (assistência social, direitos humanos, Justiça, conselhos de classes profissionais e movimentos sociais) , para realizar a Caminhada pela Vida, com articulação intersetorial”, destacou.

Paralelo a esta ação, também teve início a discussão em torno da política pública que era desenvolvida no município. “Na verdade, constatamos que não havia (e não há) um trabalho amplo voltado ao tema, desenvolvido pela Saúde municipal. Dessa forma, conseguimos mobilizar um grande número de entidades e representantes de instituições, para viabilizar a ação que acontece no dia 30 de janeiro”, explicou.

A Caminhada pela Vida está envolvendo um grande número de participantes, representantes de entidades que atuam com a saúde mental. A rede foi ampliada a partir do contato com as pessoas que integram grupos de prevenção ao suicídio, CAPs (Centros de Atenção Psicossocial) de adultos, infantil e álcool e drogas e profissionais da educação.

Reunião de equipe organizadora do evento

O evento conta ainda com a participação de representantes dos LGBTQIA+, proporcionando inclusão para esse grupo de pessoas. Também foram enviados ofícios para as secretarias municipais (Saúde, Educação, Cultura, Esporte,Lazer e Juventude, Direitos Humanos, Assistência e Desenvolvimento Social, Administração e Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico).

Além disso, haverá ainda apresentações culturais para os participantes. Já estão confirmados três grupos: Jacarandá, Banda Sr. Crush e Dança das Saias. Foi solicitado à Secretaria Municipal da Cultura a instalação de um palco, para os shows e o fornecimento de água aos artistas. A Emdurb vai ceder dois agentes, para garantir a segurança dos participantes.

Durante a atividade haverá ainda a realização de alongamentos, conduzidos por educador físico do Caps Álcool e Drogas, práticas integrativas e complementares (PICs) em tendas do HC/Famema e dança circular, que será coordenada por profissional do ABHU. A população também vai receber orientações diversas voltadas à cidadania, em uma tenda compartilhada pela DDM e Defensoria Pública.

A mobilização em torno da Caminhada pela Vida reúne profissionais da área da saúde, da educação, Câmara Municipal, Prefeitura de Marília, Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços Públicos Municipais (SINDIMMAR) e Conselhos Municipal de Saúde (Comus) e do Idoso.

Também fazem parte da mobilização a Associação Beneficente Hospital Universitário (ABHU), mantenedora do Hospital Beneficente Unimar (HBU); o Hospital das Clínicas e Faculdade de Medicina de Marília (HC/Famema); Hospital Espírita de Marília (HEM), Defensoria Pública do Estado de São Paulo, grupos de prevenção ao suicídio e outros representantes.




49 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page