top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

Jovem, adolescente, pai e filho... O tráfico não para em Marília. As prisões também não!


Jovem, adolescente, pai e filho... O tráfico não para em Marília! As prisões também não! Graças ao eficiente trabalho realizado pela Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE).

Na manhã desta quarta-feira (15), uma jovem de 18 anos foi flagrada juntamente com um adolescente de 16 anos, traficando entorpecentes em uma biqueira na Rua Américo Capeloza, Bairro Santa Antonieta, zona norte de Marília.

Após algumas vendas realizadas, foram abordados e detidos pelos policiais da DISE. Conduzidos à CPJ, ela foi autuada em flagrante e o menor apreendido por ato infracional.

PAI E FILHO NO TRÁFICO

Ainda no Bairro Santa Antonieta, após inúmeras informações dando conta de intenso tráfico de entorpecentes que vinha ocorrendo, agentes da DISE realizaram intenso trabalho investigativo para verificar a veracidade dos fatos e constataram os fatos motivo pelo qual, através de relatório, propuseram pela realização de buscas.

Ontem, por volta das 10 horas, durante buscas na residência dos indiciados de 38 e 18 anos de idade, pai e filho, no imóvel onde se encontrava este último, no interior de seu quarto, sob a cama, em uma bolsa térmica, continha 183 pinos na cor rosa, com cocaína; 255 pinos na cor branca, com crack e 170 pinos na cor azul, com cocaína.

Ao lado da cama, no mesmo cômodo, foi localizado, no interior de uma blusa pertencente a este envolvido 4 “mucas” de tamanhos grande, com pó branco, aparentando ser cocaína, bem como a importância de R$ 2.315,00 em dinheiro.

Ainda sobre uma escrivaninha, foram localizados 2 aparelhos de telefone celulares. Continuando as diligências, em outro quarto do imóvel, no interior do guarda roupas, foi localizado um vasilhame plástico, de cor lilás, com resquícios de pó branco; uma peneira de metal, 4 potes e um grande, com a inscrição “Royal”, com pó branco, aparentando ser fermento, normalmente utilizado para misturar à droga, visando obter maior rendimento; uma colher de sopa, em metal, prateada, contendo resquícios de pó branco, além de vários saquinhos plásticos transparentes, normalmente utilizados para embalar entorpecentes, semelhantes aos que foram utilizados para embalar as “mucas” e folhas de caderno, pautadas, com anotações indicativas de contabilidade do tráfico de drogas.

No segundo imóvel onde estava o indiciado de 38 anos, durante diligências na sala, no painel da TV foi encontrado: a importância de R$ 100,00 em dinheiro e duas folhas de papel, contendo anotações indicativas de contabilidade do tráfico.

No quarto do indiciado, sobre um colchão que estava no chão, foi localizado um aparelho de telefone celular. Em razão de tais fatos, não havendo qualquer dúvida de que eles estavam praticando o tráfico de drogas, os policiais deram voz de prisão e ambos foram conduzidos à CPJ e autuados em flagrante por tráfico de drogas.



84 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page