top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

Justiça condena homens presos com quase uma tonelada em carro de luxo na zona sul de Marília


Dois homens flagrados pela Polícia Militar com quase 1 tonelada de maconha em um veículo de luxo na garagem de uma residência no Jardim Continental, zona sul de Marília foram condenados. Cleiton Renato da Silva, de 33 anos, e Frederson Romário Rodrigues, de 27 anos, devem cumprir 5 anos de reclusão no regime fechado por tráfico e 1 ano de reclusão por receptação, além de multa.

A decisão é do juiz Paulo Gustavo Ferrari, da 2ª Vara Criminal do Fórum de Marília e cabe recurso à decisão.

O CASO

A apreensão ocorreu no dia 6 de setembro do ano passado, durante operação policial do Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Dise/Denarc).

A equipe policial recebeu a informação de que havia um veículo suspeito de pertencer ao tráfico circulando no bairro. Após encontrarem o carro estacionado em uma residência, os policiais abordaram dois homens que estavam entrando na casa. Quando questionados, um deles afirmou que morava na residência com a esposa. Os policiais perceberam o nervosismo do suspeito quando perguntado sobre o carro estacionado no local. Durante revista no veículo, os agentes encontraram 1.225 tijolos de maconha (quase 1 tonelada da droga). Os policiais ainda descobriram que o carro, um Toyota/SW4, branco, ano 2020, em questão tinha um boletim de ocorrência de furto no estado de Santa Catarina. A dupla foi presa em flagrante por tráfico de drogas. Além da maconha, outros dois veículos, um Ford Ecosport e uma Chevrolet Capitiva, também foram apreendidos no local.

Os policiais civis declararam terem recebido informações de que haveria um veículo, tipo SUV, trazendo uma grande quantidade de drogas de outro estado para o Estado de São Paulo. Este veículo passaria por várias cidades e teria como destino a capital. Após iniciarem investigações receberam mais informações indicando que o veículo estaria em Marília. Foram até o local e verificaram que se tratava de uma casa e que o veículo, um Toyota/SW4, estava estacionado na garagem. Permaneceram em campana e flagraram os réus Cleiton e Frederson chegando no local, em uma Ford/EcoSport, e GM/Captiva, respectivamente. Quando eles iam ingressar na casa foram abordados. Frederson assumiu ser o dono da casa, mas não soube informar a origem do veículo. Pediram para ele abri-lo e ele demonstrou nervosismo. Em revista no carro perceberam que ele estava apenas com os dois bancos dianteiros e que continha grande quantidade de maconha. Posteriormente, verificaram que o veículo havia sido furtado no Estado de Santa Catarina.

DEFESAS

O réu Cleiton, interrogado, declarou que conhecia o réu Frederson de Guaíra/PR, porque entregava produtos do Mercado Livre para ele. Disse que Frederson pediu para que ele o levasse até Marília, para buscar um veículo que estava consertando. Ele receberia R$ 500,00 pelo serviço. Ele aceitou e quando chegou na cidade, depois de buscar o veículo de Frederson, passaram em um imóvel dele, para que ele buscasse uma ferramenta. No local foram abordados por policiais, que invadiram a casa e encontraram o entorpecente dentro de um veículo estacionado na garagem. Ele desconhecia a existência da droga no local, bem como a origem do veículo que a transportava.

O réu Frederson declarou que residia em Guaíra/PR e trabalhava em uma vidraçaria. Ele era proprietário de um imóvel em Marília e recebeu uma proposta para permitir que guardassem drogas no local. Ele aceitou porque precisava do dinheiro. Na data dos fatos, pediu para o réu Cleiton trazê-lo até Marília, para que ele buscasse um carro que havia adquirido e estava consertando. Quando iam embora, decidiram passar em seu imóvel para buscar uma ferramenta. Após estacionarem na frente da casa, foram abordados por policiais, que invadiram o imóvel pulando o portão e encontraram a droga no veículo estacionado na garagem. O réu Cleiton não sabia da existência da droga no local.








195 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page