Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Justiça condena maníaco a 21 anos de reclusão por abusos sexuais contra crianças, em Marília

Atualizado: 21 de dez. de 2020



O juiz da 2ª Vara Criminal do Fórum de Marília, José Augusto Franca Junior, condenou um autônomo a 21 anos e quatro meses de reclusão por estupros de três crianças de 6 e 9 anos. O processo sobre o caso, iniciado em 2018,tramitou em segredo de justiça. O maníaco ainda foi absolvido da acusação de importunação sexual contra uma menina de 5 anos.

O regime da pena é fechado.

“Restou demonstrado o perigo gerado pelo estado de liberdade do sentenciado, na medida em que passou a ameaçar a família das vítimas para assegurar sua impunidade”, cita a sentença.

Conforme apurado nas investigações, em agosto de 2018 o condenado foi acusado de abusar sexualmente de uma menina de 7 anos, que era amiga da enteada dele, durante o trajeto até uma escola no Jardim Bandeirantes, na Zona Oeste de Marília. A criança foi abusada dentro do carro dele. Os mesmos atos foram praticados também contra uma criança de 6 anos, que foi até a casa do acusado para assistir televisão com a enteada dele, conforme a denúncia do Ministério Público.

A terceira criança vítima de abusos tinha 9 anos e foi atacada no trajeto até uma igreja, segundo denúncias que constam no inquérito policial. Outra denúncia contra o condenado, da qual ele foi absolvido na sentença, foi de importunação sexual contra uma criança de 5 anos. Cabe recurso à decisão, mas o magistrado negou ao réu o direito de recorrer em liberdade e ele deverá ser preso.






263 visualizações0 comentário