top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

Justiça decreta prisão preventiva de acusado de ser mandante da morte de instalador


O juiz da 3ª Vara Criminal do Fórum de Marília, Fabiano da Silva Moreno, atendeu pedido do Ministério Público e decretou nesta segunda-feira (16), a prisão preventiva de Jhonny Matheus Silva, de 22 anos, acusado envolvimento na morte do instalador Jacy Félix da Silva, de 44 anos, na madrugada do dia 11 de outubro do ano passado no Jardim Santa Antonieta, Zona Norte. A vítima teria dívidas com drogas e foi morta a pauladas.

"Por entender necessária tal providência como forma de preservação da ordem pública, sendo necessária para a instrução criminal e importante garantia da futura aplicação da lei penal. Aduz que o crime revestira-se de extrema gravidade e demonstrou a periculosidade de seu autor, que o praticou por motivo torpe com emprego de recurso que dificultou a defesa da vítima...Além do que, há testemunhas protegidas que correm maior risco, caso o averiguado permaneça solto.", justificou o magistrado.

Dois menores, W.G.C, o Juninho, de 16 anos e D.S.T, o Dodô, de 17 anos, também são apontados como autores do homicídio.

Consta nos autos que Johnny comandava um ponto de venda de droga (biqueira), onde os adolescentes para ele trabalhavam gerenciando a mercancia e comercializando os entorpecentes.

"No dia dos fatos, impelido pelo torpe motivo de dívida de drogas contraída pela vítima com seu ponto contumaz usuária, outrora cobrada, ameaçada e agredida pelos menores. Então, Jhonny conduziu o veículo VW/Gol, pertencente ao menor W., tendo os já citados menores como passageiros, avistaram a vítima e passaram a persegui-la. Ao alcançarem Jacy, os menores, cumprindo ordens dadas por Jhonny, dificultando a defesa da vítima, espancaram-no com golpes de um pedaço de pau exclusivamente na cabeça, deixando-o no local. Na sequência, Johnny deu fuga aos comparsas no veículo.

DENÚNCIA

O juiz também recebeu a denúncia formulada pelo Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) contra Johnny Matheus da Silva. A denúncia é assinada pelo promotor Rafael Abujamra, fundamentada no inquérito policial sobre o caso. Johnny é acusado de homicídio qualificado e corrupção de menores.





113 visualizações0 comentário
bottom of page