top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

Laudo comprova aborto de bebê colocado em saco de lixo e entregue em hospital, na região


O laudo necroscópico feito no recém-nascido que foi entregue ao hospital dentro de um saco plástico indicou que a gravidez foi interrompida pela prática de aborto, em Chavantes (109 quilômetros de Marília). Laudo foi divulgado nesta sexta-feira (16) e o caso ocorreu na manhã desta quinta-feira (15).

De acordo com o delegado responsável pelo caso, a mãe, de 27 anos, contou que sentiu dores durante a madrugada quando entrou em trabalho de parto, supostamente sem saber que estava grávida. Ainda no depoimento à polícia, a mulher disse, após dar à luz ao bebê, teria adormecido, sendo que, por volta das 6h, acordou com dores e foi procurar ajuda médica na Santa Casa de Chavantes. No local, o médico constatou que ela teria passado por um parto recente. O companheiro da mulher, que afirmou à polícia não ser o pai, contou que a criança de 2,5 kg nasceu sem vida e, por isso, foi colocada em um saco de lixo. No depoimento dele, ele ainda expõe que teria participado do parto e ajudado a cortar o cordão umbilical. O casal foi preso e com o laudo do Instituto Médico Legal (IML), o delegado confirmou que vai indiciá-los pelo crime de provocar o aborto.




69 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page