Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Mais dez morrem pela Covid em Bauru. Sé este mês, 37 morreram na fila das UTIs


MATÉRIA ATUALIZADA ÀS 9H


Bauruenses com Covid-19 seguem na fila por UTIs. E o mais triste: em meio a essa espera, muitos têm perdido a batalha contra a doença. A Prefeitura Municipal divulgou, nesta sexta-feira (26), mais dez mortes na cidade, sendo que, desse total, seis aguardavam leitos de terapia intensiva, ou seja, não puderam contar com a estrutura hospitalar completa para tentar vencer o coronavírus. Este mês, 37 pessoas já perderam a vida aguardando vagas em UTIs em Bauru.

Ainda muito preocupante, a fila de espera por UTIs em Bauru ontem caiu para sete pessoas com Covid - eram 14 no dia anterior. Além desses casos mais graves, 22 pacientes aguardavam vagas de enfermaria.

Essas pessoas ficam no 'mini hospital', unidade municipal que tem 53 leitos e é uma junção do PS Central

De acordo com a prefeitura, no local, os pacientes recebem todo o suporte, com acompanhamento médico, de enfermeiros, medicamentos e exames. Entretanto, é de consenso que a estrutura não é tão complexa quanto a de uma UTI propriamente dita. Desse modo, o 'mini hospital' deveria funcionar, principalmente no caso dos pacientes graves, como posto de passagem para uma transferência breve ao Hospital Estadual (HE) ou a outras unidades referenciadas à Covid-19 na região. Porém, com a lotação desses hospitais, não é o que tem acontecido. Ontem, por exemplo, o HE já estava operando, mais uma vez, além da sua capacidade. Havia, segundo o informe municipal, 62 pacientes graves para uma estrutura de 60 UTIs. Há um mês, a unidade não consegue baixar a casa de 100% de ocupação. Com isso, várias pessoas seguem morrendo no 'mini hospital', enquanto esperam um leito de terapia intensiva. MORTES NA FILA Com os dados de ontem, a triste estatística de homens e mulheres que perderam a batalha para o coronavírus em Bauru sem conseguir uma vaga de UTI sobe para 37 só em março,. O levantamento é feito pela reportagem do JC com base nos boletins diários emitidos pela Prefeitura Municipal. Esses pacientes aparecem nos informes como internados em "serviço público", ou seja, estavam no 'mini hospital' - a maioria absoluta - ou nas UPAs. Óbitos divulgados em março já são o dobro de fevereiro Com as dez mortes divulgadas ontem em Bauru, março já tem o dobro de notificações de óbitos de fevereiro inteiro. São 126 vítimas fatais registradas em março e 63 no mês anterior. São 543 mortes pela doença no total. E a quantidade de vítimas fatais no município, infelizmente, tende a aumentar. O boletim desta sexta-feira apontou que mais seis mortes estão sob investigação da Vigilância Epidemiológica. Já os casos da doença subiram para 32.137, com a confirmação de novos 258 registros. Por outro lado, 28.922 bauruenses pegaram a Covid-19 e conseguiram se curar.



151 visualizações0 comentário