top of page
Buscar
  • Por Adilson de Lucca

MARÍLIA A OURINHOS: Mais cinco mortos na relaxada BR-153, com altas tarifas de pedágios


MATÉRIA ATUALIZADA AS 18H30 - COM MAIS UMA VÍTIMA FATAL NO ACIDENTE DE HOJE

Mais cinco mortos em grave acidente hoje no trecho de cerca de 90 quilômetros da BR-153 (Transbrasiliana) entre Marília e Ourinhos. Quatro vítimas eram de uma mesma família.

Isso menos de um mês após mais um nocivo aumento das tarifas da praça de pedágio da Rodovia, assolando usuários e uma cadeia produtiva em toda a região.

A paulada, no dia 28 de julho, foi de 10,7%, passando custar entre R$ 8,90 para veículos leves até R$ 53,40 para carretas de 6 eixos. Motocicletas, motonetas e até bicicletas motorizadas passaram a pagar R$ 4,45.

PORCARIA DE ESTRADA COM ACIDENTES E MORTES

O pedágio tem novo aumento de preços. O que não aumenta de jeito nenhum é a qualidade do referido trecho da BR-153, principalmente entre Marília e Ocauçu.

Além de não ter duplicação na maioria do trecho, a buraqueira no asfalto é outro transtorno para os usuários. O resultado desse relaxo, sob os olhos do omisso Ministério Público Federal, são constantes acidentes com vítimas graves e fatais.

O "representante" da região na Câmara Federal, deputado Capitão Augusto (PL), que até pouco tempo tinha base em Ourinhos, não dá as caras e ignora a situação.

CONSUMIDOR PAGA A CONTA

Essa exploração com altas tarifas de pedágios na BR-153 assola não só os usuários da Rodovia, mas também a população em geral, uma vez que os aumentos dos pedágios são repassados automaticamente para os produtos transportados (cargas) e impactam diretamente o consumidor final, que paga essa conta, também.

Resumindo: um saco de arroz, por exemplo, que poderia custar cerca de R$ 15 nos supermercados em Marília, custa até R$ 23 por conta dos altos custos dos pedágios (nas rodovias federal e estadual) que encarecem muito os fretes.

Acidentes com vítimas fatais são constantes na pedageada BR-153

(entre Marília e Ourinhos), mal-conservada, com buracos e sem duplicação






168 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page