Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Marcos Rezende defende isonomia para os servidores da rede municipal de Saúde


Moção de Apoio de autoria do presidente da Câmara de Marília, vereador Marcos Rezende (PSD), defende isonomia para os biomédicos no que se refere à jornada de trabalho.

De acordo com o Requerimento, há anos os biomédicos reivindicam ajuste nesse sentido, inclusive solicitando a possibilidade de fazer dobra. Contudo, a categoria não foi contemplada pelo Plano de Cargos, Salários e Carreiras até o momento.

“Desde 2019 estamos defendendo na Câmara o reconhecimento dos biomédicos e uma referida mudança na carga horária dos biomédicos servidores municipais iria corrigir distorções e injustiças, principalmente quando se compara a outros cargos efetivos da saúde”, afirmou Rezende.

Ele observou que os biomédicos formam uma categoria primordial para o êxito em saúde pública, compondo a categoria que se dedica ao estudo e pesquisa em diversas áreas da saúde. “Subsidiam diagnósticos para que a ampla gama de doenças existentes seja enfrentada com sucesso. Também cooperam na prevenção e no desenvolvimento de tratamentos de novas patologias e doenças. Portanto, o biomédico desempenha papel de relevância imensa na saúde pública de Marília”.

Rezende defende a jornada de 15 horas semanais para a categoria, conforme estabelece padrões de isonomia na carreira pública. “Solicitamos que nossa moção de apoio seja comunicada oficialmente ao secretário municipal da Saúde, Cássio Luiz Pinto Júnior, ao secretário municipal da Administração, Marcos Boldrin, bem como ao delegado titular do Conselho Regional de Biomedicina da 1ª Região da Comarca de Marília, Dr. Rodrigo Perenette”.

SAÚDE BUCAL

Em outro requerimento, Marcos Rezende, solicita isonomia para os auxiliares de saúde bucal, reivindicando a possibilidade de dobra. Conforme a legislação municipal, é permitida a jornada de 30 horas semanais para carreiras na saúde, mas os auxiliares de saúde bucal estão fora deste artigo da Lei Complementar n.º 11.

O presidente da Câmara observou que os cirurgiões-dentistas já estão contemplados na jornada de 30 horas e, sendo assim, quando concluem suas tarefas, seus auxiliares já executaram as tarefas a eles designados. “Importante salientar que o Requerimento de n.º 1610/2021 é uma reivindicação da categoria dos auxiliares de saúde bucal”, concluiu.




41 visualizações0 comentário