top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

Mariliense Isabella Menin vence o concurso Miss Grand International 2022, na Indonésia


A modelo mariliense Isabella Menin, de 26 anos, superou outras 67 candidatas e foi a grande vencedora do Miss Grand International 2022, realizado na manhã desta terça-feira em Jacarta, na Indonésia. Esse é um dos cinco maiores concursos de beleza do mundo, junto com o Miss Universo, Miss World, Miss International e Miss Supranational. É a primeira vez em 51 anos que o país leva um título internacional na modalidade.

Isabella Menin vem de família "das passarelas", já que a avó, Eunice Rossatto Novaes

e a mãe, Adriana Ramos Novaes, além da tia, Ana Claudia Ramos Novaes (irmã de Adriana), também seguiram a carreira e conquistaram títulos de misses. Entre outros profissionais, Isa teve o apoio e orientação do diretor executivo de marketing, Gabriel Ferreira e sua noiva, Maria Lúcia Manzano.

TRAJETÓRIA

Isabella Menin foi eleita Miss Grand Brasil (superando outras 30 candidatas) no último dia 28 de julho, em Águas Claras (DF);

Isa Menin, como é chamada nas redes sociais, fala inglês e espanhol fluentemente e se comunica bem em francês e italiano. É formada em Economia pela Westminster University e concluiu mestrado em Finanças pela University College of London.

Na carreira de modelo, ela participou de vários concursos de beleza na adolescência e exerceu a carreira na China, Emirados Árabes, Argentina, Itália, Inglaterra e França.


A modelo mariliense Isabella Menin em ensaio em Bali, na Indonésia

PRELIMINARES

Nas redes sociais a candidata brasileira dividiu com seus seguidores, detalhes dos momentos das preliminares em Bali, principalmente os looks que ela está usando durante os eventos oficiais, jantares, entrevista com os jurados, que é um dos momentos mais importantes para a avaliação das candidatas.

Isabella Menin roubou a cena com a escolha do traje típico. Ela desfilou na noite de apresentação, com um vestido de época, homenageando a segunda imperatriz brasileira, Amélia de Leuchtemberg.

Na legenda ela explicou sobre o porquê da escolha deste look para representar a cultura brasileira: “Como forma de celebrar os 200 anos de independência do Brasil, uma homenagem é agora paga a Amélia de Leuchtemberg, a segunda imperatriz do Brasil. Uma mulher de muita força que até hoje em dia é um exemplo de mulher. Sua beleza extraordinária impressionou o primeiro imperador do Brasil, mas o que o fez amá-la de verdade foi a sua gentileza e valores", disse a modelo.

Afirmou também que "Amélia viveu uma vida de caridade. Em sua homenagem, Pedro I criou a Ordem da Rosa, recompensando aqueles que distinguiam pela sua lealdade ou serviços ao Estado".

Outro ponto destacado por Isabella Menin foi que "Amélia fundou um hospital no Rio de Janeiro para tratar pessoas com tuberculose em homenagem ao marido e à filha que morreram da doença, o que é um grande legado já que a instituição ainda existe".

Rico em detalhes, o traje é uma homenagem à Amélia e à Ordem da Rosa, criado pelo designer Carlos Amilkar em toneladas de rosa, a cor favorita da imperatriz. Amélia, um eterno exemplo de beleza, gentileza e lealdade.

321 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page