top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

Mato e sujeira espalhados pelas ruas, após capinações. "Serviço porco", já criticou a primeira dama


Em recente áudio vazado do grupo de secretários da Prefeitura de Marília, a primeira dama, Selma Regina Alonso, desceu o pau na sujeira e matagal que tomam conta da cidade, além do relaxo nos serviços de capinação, motivos de muitas reclamações.

Nesta terça-feira (24), mais um flagrante da situação narrada pela primeira dama. Mato e sujeira ficaram espalhados pela calçada e pela via pública após capinação de mato alto em uma micro praça localizada no final da Rua 9 de Julho, no Jardim Marília. Com o vento, a situação piora.

"É um grande problema que faz cinco anos que vem acontecendo isso na cidade inteira, Santa Antonieta inteira, cansei de ver nos canteiros. Não é só aqui, é na cidade inteira esse sistema de cortar e largar o lixo pro asfalto, pro vento, fica brotando nas guias. Que serviço de porco!", desabafou Selma Regina em um dos áudios.

O assunto também tomou boa parte de recente sessão da Câmara, com críticas de diversos vereadores. Mesmo assim, o relaxo continua. Uma empresa terceirizada de Andradina (265 quilômetros de Marília) também atua neste setor. Os serviços estão a cargo da secretaria de Limpeza Pública e Meio Ambiente, que tem como titular Vanderlei Dolce.


Canteiro central da Avenida Rio Branco com matagal, no centro, próximo à Prefeitura

Aqui jaz a zeladoria... matagal no Cemitério da Saudade

Matagal e sujeira em rua do Bairro Santa Antonieta


Empresa Conservita, de Andradina, contratada por R$ 700 mil para capinações em Marília



150 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page