top of page
Buscar
  • Por Adilson de Lucca

MOBILIDADE ZERO: serviço bizarro no viaduto da Via Expressa Sampaio Vidal segue sem providências

Atualizado: 10 de abr.


Continua sem nenhuma providência por parte da fiscalização responsável um serviço porco que merece um troféu! Sem noção e bizarro o que acontece no viaduto da Via Expressa Sampaio Vidal, que sobrepõe a Rodovia do Contorno. Há cerca de uma semana, a Concessionária Eixo (ou desleixo!) interrompeu o trânsito no local para instalar barreiras new jersey (blocos de concreto) nas laterais viaduto.

Após a realização dos serviços, as passarelas para pedestres no viaduto viraram motivo de piadas. Na passarela do lado direito (sentido centro-bairro) por exemplo, o vão de passagem de pedestres começa com apenas 20 centímetros de largura. Nas duas passarelas, a maior largura tem somente 50m centímetros.

Ou seja, uma pessoa um pouco obesa não passa pelas passarelas, assim como cadeiras de rodas ou carrinhos de bebê. Uma situação cômica, para não se dizer trágica, que demonstra total descaso com regras de acessibilidade, também.

NORMAS TÉCNICAS

Manuais de normas técnicas indicam, em síntese, que a largura para a passagem dos pedestres tem que ser de pelo menos 2 metros e o guarda-corpo deve ter 1 metro de altura. Os pisos têm que ser em material antiderrapante.

Passarela com largura máxima de 50 centímetros e outra com entrada de 20 centímetros onde mal passa uma criança no viaduto da Via Expressa Sampaio Vidal

Acesso à passarela do viaduto (sentido centro-bairro) não tem nem calçada






1.564 visualizações2 comentários
bottom of page