top of page
Buscar
  • Adilson de Lucca

Mulher morre uma hora após receber alta do H.C e família quer investigação policial


Familiares de Amanda Cristina Januário de Lima, de 34 anos, registraram Boletim de Ocorrência na CPJ, na noite desta terça-feira (5), alegando que ela morreu uma hora após receber alta médica do Hospital das Clínicas de Marília, onde ficou internada por uma semana com suspeita de dengue.

O pintor Valdomiro Cândido de Lima, de 63 anos, pai de Amanda, relatou que ela estava em casa se recuperando da dengue, quando passou a se sentir mal e por meios próprios se dirigiu ao H.C, onde foi internada para tratamento.

Ficou internada até esta terça-feira, quando recebeu alta médica com atestado de afastamento laboral por 3 dias por infecção urinária. Amanda foi para casa e uma hora depois se queixou de fortes dores de cabeça e desmaiou.

Uma unidade do SAMU foi acionada e os médicos tentaram reanimar a mulher. Em seguida, ela foi conduzida novamente ao Hospital das Clínicas, onde chegou sem vida. Após a elaboração do B.O, o delegado plantonista Emir Giroto requisitou exame necroscópíco. O casos será investigado pela Polícia Civil.

Amanda será velada hoje na sala 6 do Velório Municipal e o sepultamento está marcado para a manhã de amanhã (dia 7) no Cemitério da Saudade.




1.452 visualizações0 comentário

Kommentare


bottom of page