top of page
Buscar
  • Por Adilson de Lucca

"Nunca dá lucro", diz secretário da Saúde sobre fechamento da UTQ da Santa Casa de Marília


Pacientes vítimas de queimaduras em Marília estão sendo atendidos no Hospital das Clínicas (que não dispõe de unidade especializada para esse tipo de tratamento) ou transferidos para unidades especializadas em outras cidades, como Bauru.

No Estado são seis hospitais que mantém essa especialidade. Os mais próximos de Marília são Bauru e Catanduva.

Isso porque, a Santa Casa de Marília desativou a Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ) que funcionava lá há mais de 50 anos e era referência no Estado nesse tipo de tratamento. A Unidade tem capacidade para oito pacientes (cinco adultos e três pediátricos) e, segundo a direção da Santa Casa, há dois pacientes (os últimos) ainda em tratamento no local.

O secretário municipal interino da Saúde, Osvaldo Feriolli, disse que a diretoria da Santa Casa comunicou a Prefeitura em dezembro do ano passado o fechamento da UTQ.

Desde então a Santa Casa deixou de receber pacientes com queimaduras.

Osvaldo Feriolli, secretário municipal interino da Saúde

"NUNCA DÁ LUCRO, SEMPRE DÁ PREJUÍZO"

"Em todo o mundo, o tratamento de queimados dá prejuízo para os hospitais, pois é um serviço de tratamento de urgências. Então, é necessário um aporte de recursos pelo Estado e pelas instituições para esse serviço", afirmou Feriolli.

Ele disse que para garantir a continuidade dos serviços na Santa Casa deveria haver conversas com a DRS (Direção Regional de Saúde) para criar verbas para manutenção e convencer a direção da Santa Casa a manter a UTQ.

"Tem que manter uma equipe especializada constante para os serviços, sem fluxo contínuo. A certeza de um desequilíbrio financeiro é 100%. Nunca dá lucro, sempre dá prejuízo", explicou.

O secretário disse que o Poder Público terá que tomar uma atitude no sentido de manter o serviço. Até o momento, na foi feito nesse sentido. "São pouquíssimos os municípios que têm essa habilitação e eu penso que Marília não poderia perdê-lo", disse Feriolli.

MANIFESTAÇÃO DA SANTA CASA

Em Nota encaminhada ao JORNAL DO POVO, a diretoria da Santa Casa, através da assessoria de imprensa, afirmou que "assim como outros serviços SUS, a unidade sofre muito financeiramente com a falta de correção da tabela de remuneração do Sistema Único de Saúde e neste momento, em virtude de dificuldade na composição da equipe médica para seguir na assistência aos pacientes queimados".

Acrescentou que "os gestores estadual e municipal foram notificados da suspensão dos atendimentos de novos casos, até que se resolva a impossibilidade técnica de cumprimento dos serviços da UTQ".

Não foi respondido questionamento sobre qual o custo mensal para manutenção da UTQ.

HÁ MAIS DE 50 ANOS

Em atividade há mais de 50 anos, a UTQ (Unidade de Tratamento de Queimados) da Santa Casa de Marília foi referência no Estado de São Paulo. Ao longo dos anos o setor passou por diversas mudanças e adequações, acompanhando a tecnologia e os avanços na área da medicina. Isso fez com que o atendimento fosse se aperfeiçoando e ganhasse em qualidade.

A unidade está estruturada para receber pacientes com queimaduras de primeiro, segundo e terceiro graus. O espaço conta inclusive com sala cirúrgica toda equipada para a realização de procedimentos como enxertos de pele, por exemplo.

O tratamento de pacientes com queimaduras segue a Portaria nº 1.273 do Ministério da Saúde, adotando sempre as boas práticas de medicina e o que há de mais moderno.

Convênio com o SUS (Sistema Único de Saúde) é mantido pela Santa Casa de Marília na UTQ. A equipe conta com médicos cirurgião plástico, intensivista e pediatra, profissionais de enfermagem, além de garantir suporte nas áreas de Fisioterapia Motora, Fonoaudiologia, Terapia Ocupacional, Comissão de Cuidados com a Pele, Psicologia, Psiquiatria, Nutrição, Pedagogia e Serviço Social.

No caso de pacientes matriculados em escolas, acompanhamento é realizado com pedagoga, que aplica as tarefas, trabalhos e provas. Estas atividades são importantes porque geralmente as internações na UTQ são de longa duração. Desta forma, as crianças e adolescentes têm a atenção educacional adequada, evitando assim problemas no desenvolvimento escolar.

A UTQ da Santa Casa de Marília conta com oito leitos, sendo cinco adultos e três pediátricos. Os pacientes internados na unidade também recebem visitas de grupos como Viva e Deixe Viver, Plantonistas Por Amor e Klínica da Alegria.

As internações na UTQ da Santa Casa tinham a coordenação da CROSS (Central de Regulação de Ofertas de Leitos de Serviços Saúde), ligada à Secretaria Estadual da Saúde.



367 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page