top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

ONG Spaddes aponta falta de apoio e deixa de atender denúncias de maus-tratos a animais em Marília


Gabriel Fernando, diretor da ONG Spaddes, durante registro de ocorrência na CPJ, em Marília

O diretor da ONG Spadds (Proteção Animal), de Marília, Gabriel Fernando, informou em Nota nesta quarta-feira (22), que a entidade deixará de atuar em Marília. O trabalho da ONG se notabilizou por ações de combate a maus-tratos a animais domésticos, resultando, inclusive, em diversas prisões em flagrante e condenações de pessoas flagradas mantendo animais nestas condições.

"Infelizmente não atenderemos denúncia de maus-tratos na cidade de Marilia, em virtude de não ter apoio da Polícia Militar, Polícia Civil e tampouco da Polícia Militar Ambiental", cita a Nota da ONG, que foi fundada e atuava em Marília desde agosto de 2013.

Gabriel disse que "é complicado, porque tem policial que chega no local (das ocorrências) e acha que é médico veterinário e ignora laudo do profissional. As vezes, você vai na delegacia e tem delegado que nem fala com você", disse o ativista.

"Não vou generalizar, não são todos os policiais e delegados, mas desse jeito é difícil. Descaso, porque a gente fica plantado na delegacia sem ser atendido por horas", reclamou.

Gabriel disse ainda estar triste com a decisão da ONG, tomada em reunião na manhã desta quarta-feira, de não mais atender em Marília. "Vínhamos fazendo um bom trabalho", considerou.

Ele afirmou que a entidade passa a atuar em denúncias de maus-tratos contra animais somente nas cidades de Garça e Gália.

Viaturas da Polícia Militar em apoio ONG Spaddes durante ocorrência de denúncia de maus-tratos a animais na zona oeste de Marília

Viatura da Polícia Civil acompanhando equipe da ONG Spaddes em ocorrência

ÍNTEGRA DA NOTA

COMUNICADO IMPORTANTE

A diretoria da ong Spaddes, sociedade protetora dos animais, decidiram pelo encerramento das atividades, infelizmente não atenderemos denúncia de maus-tratos na cidade de Marilia, em virtude de não ter apoio da Polícia Militar, Polícia Civil e tampouco da Polícia Militar Ambiental.

Agradecemos imensamente pelo apoio de todos que puderam contribuir com a ong Spaddes durante todo esse tempo em que a ong esteve atuando na cidade, que Deus abençoe e proteja os animais da maldade humana.

A ong Spaddes vai continuar atuando apenas na cidade de Garça-SP e na cidade de Gália-SP, onde é possível ter apoio das autoridades.




225 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page