Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

ONG Spaddes resgata cachorros vítimas de maus-tratos e dona presta depoimento à polícia


Na tarde desta quarta-feira (20), a ONG Spaddes de Marília (proteção animal) com o apoio da Polícia Civil, atendeu mais uma denúncia de maus-tratos contra animais na Rua Guanabara, Bairro Ferraropolis, em Garça.

Após a denúncia anônima recebida pelo WhatsApp, noticiando que no local dos fatos teria um animal da raça Pitt Bull em situação de maus-tratos, a equipe da ONG, com o apoio também do médico veterinário dr. Ariadno Turatti, se deslocou até o endereço mencionado para fiscalização.

No local foi encontrada a moradora do imóvel, que autorizou o ingresso da equipe. Indagada sobre a situação de um dos animais que estava na área da residência, a mesma disse que era de seu filho e que o estado caquético do animal era por conta de uma erliquiose (doença do carrapato) que estava sendo tratada pelo seu filho com os medicamentos passados por um médico veterinário.

A mulher informou também que no fundo da residência teria mais animais e que esses eram seus. Após uma vistoria onde estavam outros animais foram encontrados 7 cachorros, sendo que três deles estavam caquéticos, com desnutrição e um deles muito fraco, mal conseguia ficar muito tempo em pé. Questionada sobre a situação dos animais, ela informou a equipe que não procurou assistência médica veterinária e que também não sabia o por que dos animais estarem emagrecendo. Os demais animais estavam sadios.

Após o médico veterinário constatar a situação desses três animais, foi elaborado o laudo de maus-tratos por negligência por deixar os animais por longos períodos sem assistência. Não prestar assistência médica veterinária também configura crime de maus-tratos.

O delegado plantonista também esteve no local, onde viu a situação em que os animais se encontravam. Segundo o delegado, não era possível fazer a prisão da tutora por conta que os outros animais estavam sadios e que somente esses três estariam nessa situação, de forma que a situação teria que ser investigada mais a fundo.

A mulher foi conduzida à Delegacia de Garça, para prestar depoimento e logo em seguida ser liberada.

Os animais foram apreendidos e entregues para a ONG Spaddes (14-98122-0565) para receber os cuidados necessários e posteriormente serem encaminhados para adoção responsável.

ATENÇÃO MORADORES DA CIDADE DE GARÇA⚠️⚠️

A Ong Spaddes - Sociedade Protetora dos Animais de Marília, informa que a partir de hoje (21 de Outubro), a ONG não vai mais atender denúncias sobre crime de maus-tratos nesta cidade.

Agradecemos a todos os moradores de Garça pela confiança e credibilidade que depositaram em nosso trabalho, sempre nos apoiando e nos noticiando sobre os crimes de maus-tratos que os animais vêm sofrendo de seus tutores. Deus abençoe os animais de Garça e os proteja da maldade humana.



39 visualizações0 comentário