top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

Operação Gravame tem buscas em despachante e apreensões de dinheiro em Marília


Desdobramentos da Operação Gravame. deflagrada no final do ano passado pela Polícia Civil para investigação sobre fraudes no sistema Detran/Prodesp, teve mais um desdobramento nesta quinta-feira (25), em Marília.

Equipes do Grupo de Operações Especiais (DEIC-Deinter4), fizeram uma buscas em um despachante localizado na Avenida República, onde apreenderam uma caixa de celular (o aparelho não foi apreendido) que seria usado para troca de mensagens com um funcionário do Detran, também alvo da Operação..

A Justiça em Marília expediu mandados de prisão que foram cumpridos hoje, no despachante e em residências de pessoas ligadas ao estabelecimento. Em uma casa foram apreendidos R$ 80 mil sob uma cama. Outros R$ 4 mil foram apreendidos com um despachante.

PRISÃO

Em fevereiro, um funcionário do Departamento de Trânsito (Detran) de Marília foi preso pela Polícia Civil após a superintendência do órgão identificar que ele inseria dados falsos para transferência ilegal de veículos. A prisão em flagrante ocorreu no local de trabalho.

Segundo o boletim de ocorrência, os investigadores confirmaram no local que o homem, de 62 anos, teria incluído dados falsos de um veículo no sistema. O suspeito confessou a inserção do dado falso no sistema a pedido de um despachante e que recebia um valor por cada procedimento ilegal que realizava.

A prisão foi mais um desdobramento da Operação Gravame, que investiga crimes de uma organização criminosa, corrupção passiva e ativa, favorecimento pessoal, lavagem e ocultação de valores e inserção de dados falsos em sistema informatizado.

Na primeira fase, foram cumpridos 12 mandados, cinco investigados foram presos, sendo um diretor do Detran, um policial militar e três despachantes. Ainda foram apreendidos R$ 110 mil em dinheiro, três pistolas e farta documentação.






408 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page