top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

Ossada encontrada na região é de idosa com Alzheimer desaparecida há dez meses


Chega ao fim a busca por Maria José Floter, de 74 anos de idade, portadora de Alzheimer que desapareceu de sua casa, na Vila Santa Cecília, em Assis, no dia 24 de setembro de 2022. A confirmação de que a ossada localizada em uma área de pastagem, no último dia 30 de junho, foi feita à filha, Fernanda Floter, nesta quarta-feira (12) pelo IML - Instituto Médico Legal de Assis.

Fernanda recebeu a confirmação com muita tristeza e se disse desolada, porém com uma definição sobre o lamentável ocorrido.

Os restos mortais, encontrados por uma criança que brincava no local, foram encaminhados à Polícia Técnico-Científica em São Paulo, onde passaram por exames de DNA no Núcleo de Biologia e Bioquímica. Já havia forte suspeita da identidade, devido a uma corrente em ouro, uma aliança, um brinco e peça de vestuário, perto do esqueleto. Segundo a filha, velório e sepultamento serão realizados na sexta-feira feira (14).

O marido não suportou a dor

No final de tarde de 26 de outubro de 2022, o professor aposentado Willian Floter, de 74 anos, teve um mal súbito coronário, foi levado até a UPA - Unidade de Pronto Atendimento de Assis, onde foi a óbito. Há mais de um mês ele experimentava um sofrimento intenso causado pelo desaparecimento de sua esposa, Maria José Floter, da mesma idade, desde o dia 24 de setembro.

Dias antes, em contato com a reportagem, ele expressou que não conseguia dormir por muitas horas, tampouco se alimentar direito, pois não parava de pensar sobre o que poderia estar acontecendo com a companheira de uma vida inteira, a qual seguia desaparecida.

Willian e Maria José perderam uma filha, em dezembro de 2020. O casal deixou uma filha, Fernanda, que muito se empenhou muito na busca pela mãe, e agora teve a confirmação do trágico desfecho.




137 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page