top of page
Buscar
  • Por Adilson de Lucca

Palhinha, ídolo de grandes clubes e ex-técnico do MAC, morre aos 73 anos


Ex-jogador de Cruzeiro, Atlético-MG e Corinthians e técnico do Marília (MAC), Palhinha (Vanderlei Eustáquio de Oliveira) faleceu, nesta segunda-feira, aos 73 anos, em Belo Horizonte. A família informou que Palinha estava internado há uma semana, com uma inflamação na vesícula. O quadro agravou e ele teve uma parada cardíaca nesta segunda. Clubes lamentaram a morte.

Hely Bíscaro, ex-presidente do MAC que contratou Palhinha como técnico

PASSAGEM PELO MAC COMO TÉCNICO

Palhinha passou pelo Marília Atlético Clube em 1991, como técnico. Foi contratado pelo então presidente do Clube, Hely Bíscaro e continuou na gestão de Fausto Jorge, que o sucedeu no comando do Tigrão.

Em 1991, o MAC disputava a Série A 2, após conquistar o acesso da chamada Divisão Intermediária, no ano anterior. "O Palhinha era uma pessoa muito tranquila, excelente profissional. Foi uma das boas amizades que fiz no futebol", disse Bíscaro ao JORNAL DO POVO.

Ele lembrou que o empresário Fausto Jorge gostava muito do Palhinha. "Aos finais de semana, o Fausto mandava o piloto dele levar o Palhinha para Belo Horizonte", lembrou o ex-presidente.

Em 1992, na gestão de Fausto Jorge, o MAC perdeu na estreia para o Noroeste em Bauru por 1 a 0 e o técnico Palhinha foi dispensado e substituído por José Carlos Serrão.

HISTÓRIAS DO MINEIRO - PALHINHA É REFERÊNCIA NOS GRANDES DA CAPITAL

Palhinha é um dos maiores ídolos da história do Cruzeiro. São 434 jogos disputados (nono com mais partidas), tendo sido o sétimo maior artilheiro da história do clube, com 145 gols. Ele conquistou a Libertadores de 1976, sendo artilheiro do torneio com 13 gols, e mais sete Campeonatos Mineiros entre as décadas de 1960 e 1980. Palhinha também defendeu as cores do Atlético-MG. Jogou pelo clube entre 1980 e 1981. Marcou 27 gols em 77 partidas. Integrou um dos grandes esquadrões do Galo. Foi bicampeão mineiro e vice do Campeonato Brasileiro de 1980. Em 1994, Wanderlei de Oliveira, o Palhinha, volta ao Cruzeiro como técnico Esteve também na Libertadores de 1981, inclusive em campo no polêmico jogo contra o Flamengo no Serra Dourada, onde o Atlético teve cinco jogadores expulsos, entre eles o próprio Palhinha. Palhinha chegou ao Corinthians em 1977, comprado por um milhão de dólares, a maior transação do futebol brasileiro na época, segundo o site do clube paulista. Entre 1977 e 1980, Palhinha disputou 148 jogos com a camisa corinthiana e marcou 44 gols. Marcou um dos gols na primeira partida da final do Paulistão de 1977. O time acabaria com um jejum de quase 23 anos sem grandes conquistas. Além do histórico título, o ex-jogador foi campeão paulista também de 1979. O clube lamentou a morte.




264 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page