Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Pedreiro morto em colisão na SP-294 será velado hoje. Motorista envolvido recusou teste do bafômetro


Trecho da Rodovia SP-294 (perímetro urbano de Marília) onde ocorreu o acidente na noite desta quinta-feira, com uma vítima fatal e quatro feridos


O trecho da SP-294 (Rodovia Marília a Bauru) onde um veículo Audi Q8, placas de Garça, bateu violentamente em um Corsa Wind, tem placas de sinalização com velocidade máxima permitida de 80 km/h. O local é classificado como perímetro urbano de Marília.

O acidente ocorreu por volta das 22h desta quinta-feira (7). O motorista do Corsa Wind, José da Cruz, de 66 anos, morreu na hora. Ele será velado a partir das 20h desta sexta-feira no Velório Municipal de Marilia e o sepultamento está previsto para as 9h deste sábado, no Cemitério de Padre Nóbrega.

O Audi, que atingiu o Corsa na lateral esquerda, foi apreendido pela Polícia e deverá passar por perícia técnica nos equipamentos, para detecção de dados como velocidade.

O carro era conduzido pelo agropecuarista Luis Fernando Teixeira Pinto, de 50 anos, residente em Garça. Ele saiu ileso do acidente.

O modelo Q8 possui Airbags laterais dianteiros e sistema de airbags de cabeça. Tem motor V6 3.0 de 340 cv de potência e 51 mkgf de torque, podendo atingir 250 km/h. Está avaliado em cerca de R$ 500 mil. Uma testemunha que seguia pelo local relatou que o Audi seguia em alta velocidade.

O ACIDENTE

A colisão ocorreu no km 442 da SP-294 próximo à fábrica da Coca-Cola (no sentido Vera Cruz/Marília). Além da morte instantânea do pedreiro José da Cruz, a esposa dele, de 58 anos, a filha, de 38 anos e duas crianças, um bebê de um ano e uma menina de dez anos, que também estavam no carro, sofreram ferimentos, sem risco de morte. O bebê teve ferimento na boca e alguns cortes por cacos de vidro. Todas as vítimas foram socorridas ao Hospital das Clínicas de Marília.

Luis Fernando estava sob suspeita de embriaguez, ja que policiais detectaram sinais nesse sentido, como olhos avermelhados. Ele se recusou a fazer o teste do bafômetro e coleta de sangue, sendo encaminhado para exame clínico no IML, o qual não constatou o estado de embriaguez.





294 visualizações0 comentário