top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

PM Ambiental multa morador em R$ 18 mil por rinha de galo na Zona Sul. Terceiro caso naquela região


Policiais da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE), faziam buscas na casa de um suspeito, na Rua Major Elisiário, Vila Hípica, Zona Sul de Marília, no final da tarde desta quarta-feira (15), quando descobriram vários galos Índios em situação e maus-tratos e suspeita de rinha no local.

Equipe da Polícia Militar Ambiental foi acionada para averiguação e constatou que seis galos Índios estavam bastante debilitados e acondicionados em viveiros de madeira, com as barbelas e esporas cortadas, com sinais de luta e machucados.

Foram encontrados ainda dentro do imóvel, uma biqueira de borracha, buchas para treino, medicamentos e um tapete que são utilizados para treinamento, todos com sinais de uso recente.

Diante do exposto, foi elaborado o Auto de Infração Ambiental, com penalidade de multa no valor de R$ 18.000,00 ao dono do imóvel "por praticar ato de maus-tratos" contra os galos.

Participaram da ocorrência o sargento PM Gaio e os cabos PM Eduardo e Lima.

OUTROS DOIS CASOS

Este foi o terceiro flagrante de rinha de galo na Zona Sul de Marília, em três meses. Em dezembro, um idoso de 61 anos foi multado pela Polícia Militar Ambiental em R$ 48 mil pela prática de maus-tratos com galos de briga, em uma propriedade rural próxima ao Jardim Esplanada. O autuado tinha doze galos Índio em viveiro de madeira e quatro deles com machucados e esporas cortadas.

Em janeiro, dono de um sítio localizado próximo ao Jardim Florença, também na Zona Sul, foi autuado em R$ 9 mil por manter rinha com galos Índios. Três aves estavam bastante debilitadas, com ferimentos e esporas cortadas.






81 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page