top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

Polícia Civil prende pedreiro em residência com ossadas humanas retiradas do Cemitério


Após receber denúncia anônima, policiais do Setor de Investigações Gerais (SIG), de Marília, fizeram buscas em uma residência localizada na Rua Amador Bueno, Bairro Argollo Ferrão, Zona Oeste de Marília, onde encontraram ossadas humanas, sendo três da mesma família.

O delegado titular do SIG, Cléber Pinha Alonso, disse que o homem preso na casa (o qual não teve a identidade revelada), afirmou que as ossadas foram retiradas de túmulos do Cemitério da Saudade e armazenadas no imóvel.

O detido trabalha como pedreiro, com serviços no cemitério e foi indiciado pelo crime de subtração e ocultação de cadáver.

Ele alegou ter retirado as ossadas do jazigo por causa de uma reforma feita em um túmulo há mais de um ano.

Após ser autuado, o pedreiro pagou fiança de R$ 1,5 mil e vai responder o processo em liberdade. A Polícia Civil segue com as investigações para localizar o dono da casa onde estavam as ossadas.



136 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page