top of page
Buscar
  • Da redação /com informações do G1

Polícia Civil segue investigando aeronaves adulteradas apreendidas pela PF em Vera Cruz


A Polícia Civil de Marília investiga a suposta adulteração de sinal identificador de duas aeronaves apreendidas em maio do ano passado em uma oficina localizada no aeroporto de Vera Cruz durante operação da Polícia Federal e da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Peritos da Justiça Federal apontaram diversos indícios de adulteração nas aeronaves, que apresentaram plaquetas de identificação pertencentes a distintos modelos de aviões, alguns inclusive com histórico de acidentes. As suspeitas envolvem também suspeita de troca de motores e outros equipamentos que não condizem com outras especificações dos modelos conforme seus registros. Suspeita de uso para o tráfico

A operação realizada no ano passado foi motivada por suspeitas de que os aviões poderiam estar sendo utilizados para contrabando e tráfico de drogas. No entanto, tais crimes não foram comprovados e a Justiça Federal mandou arquivar a apuração relacionada a eles. Como a suspeita de adulteração das aeronaves é de competência da Justiça do estado, a perícia foi enviada ao Ministério Público de São Paulo, que determinou investigação pela Polícia Civil. Na semana passada foi solicitada pelo delegado responsável a prorrogação do prazo para conclusão da investigação. Adulterações Na época da operação em 2021, a Polícia Federal informou que as aeronaves pareciam estar sendo modificadas para que pudessem ter maior autonomia de voo, percorrendo longas distâncias sem a necessidade de parada para abastecimento. Na época, o dono da oficina de aviões chegou a ser preso por porte ilegal de arma, mas pagou fiança e foi solto. O homem, então com 91 anos, teve seu suposto envolvimento com o contrabando investigado por décadas, mas sem nunca ter sido preso por isso. Além de possível responsabilização criminal, logo após a operação a ANAC informou que, se comprovadas as infrações, os envolvidos poderão responder administrativamente e serem punidos com multa, suspensão de habilitação e até cassação do centro de manutenção.




111 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page