top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

Polícia identifica rapazes que agrediram transexual com xingos e extintor de incêndio, em Marília


A Delegacia de Investigações Gerais (DIG), de Marília, identificou dois rapazes envolvidos em agressões e ameaças à transexual Kelly Fernanda, de 32 anos, atacada com jato de extintor de incêndio em Marília, no dia 12 de julho. As identidades deles não foram reveladas.

Após identificar os agressores, policiais da DIG os conduziram à CPJ e acionaram Kelly para fazer os reconhecimentos. Ela relatou que já havia visto um deles em baladas.

O rapaz que dirigia o veículo Gol, usado na ação, ainda não foi identificado. Ele poderá ainda ser indiciado por tentativa de homicídio, já que subiu na calçada com o veículo ameaçando a vítima.

A ação criminosa foi filmada pelos próprios agressores e os vídeos postados em redes sociais. Nos áudios eles debocham dizendo, “olha, que bicha bonita” e proferem xingamentos. A transexual se apavora e corre, após ser atingida pelo jato do extintor. Em outro vídeo, os agressores passam novamente pelo local gritando "vai morrer".

Minutos antes desses ataques, outro veículo, um Jeep Renegade, passou pelo local e os ocupantes atiraram ovos contra a transexual. “Foi a primeira violência que sofri com um extintor, mas todo dia passam pessoas de carro xingando e jogando coisas, como ovos e tomates. Toda semana tem disso e já atiraram até com aquelas espingardas de bolinhas. Mas com extintor nunca tinha acontecido”, afirmou Kelly, após os ataques.


259 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page