Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Polícia Militar identifica e localiza autor de ameaças na Escola Lourenço Senne


Na manhã desta segunda-feira (9), houve tensão e correria na Escola Estadual Lourenço de Almeida Senne, no Bairro Polon, Zona Norte de Marília. Alunos disseram ter visto um homem armado e fazendo ameaças no estacionamento da escola, que foi evacuada.

No início da tarde, a Polícia Militar esteve no local e acompanhou a saída e entrada dos estudantes, ao meio dia. Em contato com funcionários e estabelecimentos vizinhos, os policiais identificaram um casal que proferiu as ameaças, sendo iniciado um trabalho de monitoramento nas imediações da escola, que resultou na localização dos envolvidos, incluindo um menor de 16 anos. A irmã dele, de 12 anos, acompanhou a ação. Outro adolescente, de 16 anos, que estaria envolvido no caso, não foi identificado.

O adolescente apreendido confessou que pretendia matar um aluno. Uma faca foi apreendida. O acusado teria se envokvido em um roubo e foi reconhecido por alunos da escola. Após subir no muro e ameaçar alunos ele deixou o local. Ao avistar uma viatura da PM, tentou se esconder em um supermercado ao lado da escola, onde acabou sendo abordado.

A ocorrência foi registrada na Central de Polícia Judiciária, onde o adolescente foi ouvido e liberado juntamente com as vítimas e funcionários do estabelecimento de ensino.

OUTROS CASOS

Na sexta-feira passada (6), havia um recado de "massacre 6/5" na tampa do vaso sanitário do Colégio Bezerra de Menezes, que é particular.

A direção do Colégio registrou B.O, comunicou as Polícias Civil e Militar e reforçou a segurança com pessoal de empresa privada, desarmado. Afora um clima de tensão, nada de anormal ocorreu.

O primeiro alerta de massacre em ambientes surgiu no final do mês passado, na empresa Marilan, ue também reforçou o esquema de segurança interno.




212 visualizações0 comentário