top of page
Buscar
  • Por Adilson de Lucca

Prédios públicos estadual e federal abandonados no centro de Marília. Um deles pode virar o AME


Dois grandes prédios públicos seguem abandonados na área central da cidade: o prédio onde funcionava a gerência executiva do INSS, na Rua Campos Salles e o prédio onde funcionavam a Cadeia Pública, o Plantão Policial, o 3° Distrito Policial, a Ciretran e a Delegacia de Investigações Gerais (DIG), na Rua Gonçalves Dias.

Após a desativação da Cadeia Pública em 2002 e o restante dos departamentos, em 2015 (tudo mudou para a Central de Polícia Judiciária), o local virou sinônimo de insegurança pública, além do deplorável aspecto urbanístico com o abandono.


REDUTO DE USUÁRIOS DE DROGAS

O prédio do INSS, com mais de 1.100 metros quadrados, teve a porta de acesso queimada e virou reduto de moradores de rua e usuários de drogas. Um cenário deprimente em pleno centro da cidade.

O INSS tinha contrato com uma empresa que fazia a manutenção periódica do prédio. Isso não existe mais.

O imóvel de três andares entrou em programa de leilão em 2018 e passou por um tal programa de desmobilização em 2021, mas segue abandonado. O cenário é de muita sujeira, lixo e mau cheiro.

ABANDONO: Fachada do prédio do antigo Plantão Policial, na Rua Gonçalves Dias

INSTALAÇÃO DE UM AME

O prefeito Daniel Alonso (PL) anunciou nesta segunda-feira (23) que vai solicitar ao Governo do Estado a doação da área do antigo Plantão Policial, na Rua Gonçalves Dias, para instalação de um Ambulatório de Especialidades Médicas (AME).

A Prefeitura pretende demolir todo o antigo prédiom e construir um novo imóvel para abrigar o AME.

O ex-secretário municipal da Saúde e atual vereador, dr. Sérgio Nechar, disse que já manteve contato nesse sentido com o secretário estadual da Saúde, Eleuses Paiva.

"Tenho uma estreita amizade com o Eleuses. Quando eu era presidente regional da APM (Associação Paulista de Medicina) ele era presidente estadual da entidade. Depois, estivemos juntos no mandato na Câmara dos Deputados, em Brasília. Falei sobre a intenção de ocupar a área para instalação do AME e ele prontamente de colocou a favor da ideia", disse Nechar.

O vereador ressaltou que pretende contar também com o apoio da deputada estadual eleita, Dani Alonso (PL) para essa empreitada. "Será um apoio fundamental. A certeza é que vamos ter o nosso AME", afirmou.




67 visualizações0 comentário
bottom of page