Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Prefeito Daniel Alonso reduz reajuste do IPTU e anuncia nova anistia de juros e multas em impostos



Prefeito Daniel Alonso e o secretário da Fazenda, Levi Gomes

O prefeito Daniel Alonso (PSDB) anunciou em pronunciamento na manhã desta segunda-feira (4) que enviará um projeto de lei à Câmara Municipal para que o reajuste automático do IPTU para este ano seja definido com base no IPCA (cerca de 4%) e não pelo IGPM 2020 (24,5%). A medida ocorre após reação popular à proposta de aumento de '24,5% no tributo municipal,

Alonso disse que pedirá para o presidente do Legislativo, vereador Marcos Rezende (PSD) convocar uma sessão extraordinária durante o recesso de janeiro para votar o projeto. Rezende já havia feito solicitação nesse sentido durante a posse dos eleitos no dia 1° de janeiro.. "Fomos pegos de surpresa com o índice do IGPM de 24,5% para este ano", disse o prefeito, que publicou decreto com o reajuste no último dia de seu primeiro mandato (31 de dezembro). "Um índice muito salgado", apontou.

O secretário municipal da Fazenda, Levi Gomes, considerou o índice do IGPM como "insuportável. Quando foi criado esta fórmula para reajuste do IPTU,. em 2015, o IGPM era pequeno e favorável aos contribuintes. Este ano houve essa grande elevação. Fizemos uma reunião hoje pela manhã e apresentamos a proposta de adoção do IPCA já para este ano, o que foi aceito pelo prefeito".

O vencimento do IPTU deste ano será adiado de 15 de fevereiro para o dia 15 de março para pagamento à vista ou a primeira parcela no caso de parcelamento entre março deste ano a janeiro de 2022.

NOVA ANISTIA

Daniel Alonso também anunciou que enviará à Câmara um projeto de lei com proposta de nova anistia de juros e multas para contribuintes em débitos com a Prefeitura e o Daem. A adesão para a anistia está prevista para o mês de março. As regras serão definidas no projeto.



1.831 visualizações0 comentário