top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

Prefeitura de Marília define reajuste de 6% aos servidores. Categoria vai analisar proposta


Encontro na manhã desta quarta (12), estabeleceu reajuste de 6% nos salários e aumento de 10,93% no vale-alimentação. Auxílio-saúde aos aposentados vai ter aumento de 27,7%

O prefeito Daniel Alonso e vereadores definiram, na manhã desta quarta-feira, o índice para aumento real nos salários dos 5.531 servidores municipais, extensivo aos aposentados do Instituto de Previdência do Município de Marília (Ipremm).

Conforme está descrito no Projeto de Lei protocolado na secretaria da Câmara de Marília, o reajuste proposto chega a quase dois pontos percentuais acima da inflação do período - calculada tanto pelo IPCA, de 4,65%, quanto pelo INPC, de 4,36%.

“Propomos o reajuste de 6%, que repõe as perdas dos últimos 12 meses, e ainda agrega quase dois pontos de ganho real”, garantiu o prefeito.

Ele informou que a proposta de aumento salarial é datada de 1º de abril, significando que, uma vez aprovada pelo Legislativo, os valores serão honrados na próxima folha de pagamento, paga em maio.

SINDICATO VAI ANALISAR PROPOSTA EM ASSEMBLEIA

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, que convocou greve para a próxima segunda-feira (17), vai levar a proposta da Prefeitura em assembleia com a categoria. Caso aceitem, a greve será suspensa.

PRIORIDADE De acordo com as observações do chefe de gabinete, Levi Gomes, a política salarial dos servidores sempre foi e continuará sendo uma das prioridades do trabalho do prefeito Daniel Alonso. “Aliás, em 94 anos de história política-administrativa de nossa cidade, o prefeito Daniel foi o único a implantar o plano de cargos e salários, corrigindo distorções históricas e instituindo na Lei Orgânica do Município a valorização do funcionalismo municipal, bem como o reconhecimento por mérito, formação, dedicação e empenho”, garantiu. Estudos financeiros e análises técnicas desenvolvidos pelas Secretarias Municipais da Fazenda, de Planejamento Econômico, da Administração, Procuradoria Geral do Município, bem como projeções de impactos previdenciários junto ao Ipremm, permitiram, de forma responsável e segura, a concessão de reajuste de 6% aos servidores públicos municipais ativos, inativos e pensionistas. “Para o vale-alimentação, autorizamos um aumento de 10,93%, passando dos atuais R$ 550 para R$ 610. Aos aposentados, que recebem o subsídio de caráter indenizatório a título de assistência médico-social - que popularmente chamamos de auxílio-saúde - estamos autorizando um reajuste de R$ 100, passando de R$ 360 para R$ 460, a partir de 1º de abril”, detalhou Alonso.

Especificamente para o auxílio-saúde, o aumento autorizado chega a quase 30% ( 27,77%).

LICENÇA-PRÊMIO Levi Gomes destacou que o pagamento de licença-prêmio - benefício exclusivo aos servidores municipais que permite o depósito de um salário referência da ativa a cada cinco anos trabalhados - e que desde 2007 estava atrasado, hoje encontra-se em dia. “Pagamos as licenças-prêmios rigorosamente dentro do prazo.

Além do vale-alimentação, cada servidor recebe uma cesta de alimentos com quase 40 itens alimentícios de primeira necessidade, como arroz, feijão, proteína, farinha, que totaliza benefício indireto de R$ 340”, destacou. Daniel Alonso reiterou o seu compromisso com a valorização do funcionalismo municipal e que entre 2017 a 2022 a política de remuneração dos servidores públicos está em crescente consolidação. “Sempre autorizamos aumentos reais para garantir o poder de ganho dos funcionários. Continuaremos com a valorização permanente, inclusive já estamos projetando as realizações de novos concursos”, concluiu o prefeito.



223 visualizações0 comentário

תגובות


bottom of page